22º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

“Mais um cadastro, mais uma chance” - 14/12/2023, 06:00 - Maria Laura S. de Souza

Hemoba quer atingir 9.244 cadastros de doadores de medula óssea

Os interessados devem procurar uma unidade da Hemoba, preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de amostra de sangue para testes

A campanha “Mais um cadastro, mais uma chance” segue até dia 30
A campanha “Mais um cadastro, mais uma chance” segue até dia 30 |  Foto: Ascom/Hemoba

A Fundação Hemoba está promovendo a campanha “Mais um cadastro, mais uma chance”, que pretende atingir a marca de 9.244 cadastros de doadores de medula óssea na Bahia, até o dia 30. A meta foi estabelecida pelo Ministério da Saúde, e ainda faltam cerca de 2600 inscritos para atingir a marca. Para se tornar um doador, os interessados devem procurar uma unidade da Hemoba, preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de amostra de sangue para testes de compatibilidade.

Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME), por onde o doador poderá ser contatado para uma possível doação. De acordo com a Dra. Aline Dórea, médica e coordenadora do setor de Coleta da Hemoba, até o dia 21 de novembro, foram feitos 6.619 cadastros. “Atualmente temos ainda menos de 7000 cadastros e estamos redobrando esforços para tentar bater a meta”, relata. Segundo o site do Redome, no momento a Bahia conta com cerca de 650 pacientes cadastrados, aguardando um transplante de doador não aparentado.

Aline explica que após os resultados do exame de compatibilidade, o doador e paciente são convocados para receber orientações e fazer exames adicionais com objetivo de avaliar a segurança do procedimento. Existem duas formas de doar medula óssea. “Uma delas é por meio da coleta da medula obtida do ilíaco [um osso que fica na região do quadril] no centro cirúrgico sob sedação”, informa Aline.

Em alguns centros também pode ser feita doação por meio de uma medicação que faz com que as células-tronco, que vão ser transplantadas, se movam para o sangue que circula no corpo. Logo após, o sangue é coletado e a máquina de aférese separa apenas as células-tronco, e devolve ao doador o restante do sangue. “A recuperação do doador é simples nas duas formas de coleta, pois essas células da medula se renovam de forma rápida”, acrescenta a médica.

Ao contrário da doação de sangue, a doação de medula por uma pessoa só pode beneficiar um paciente. Aline explica que todo o procedimento é muito específico, a chance de encontrar um doador de medula compatível entre irmãos do mesmo pai e da mesma mãe, por exemplo, é de 25%. “Quanto menor o grau de parentesco, menor vai ficando essa chance. E no caso de quem precisa recorrer a um doador não aparentado, essa chance chega a ser de 1 a cada, 100000 doadores testados”, revela.

Em 2021 a idade limite para cadastramento de doadores voluntários foi alterada de 18 a 55 anos para 18 a 35 anos. Desde então, a fundação Hemoba tem encontrado dificuldades para bater a meta anual de cadastramento de doadores, pois muitos dos que manifestam interesse na ultrapassaram a idade limite. Além do limite de idade, a pessoa precisa estar em bom estado geral de saúde, não possuir doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.

Na Bahia, são 27 unidades fixas de cadastro da Hemoba, sendo 06 na capital e 21 no interior. Em Salvador, há o Hemocentro Coordenador (sede da Hemoba), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 às 16h30; o Hospital do Subúrbio, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30; o Hospital Ana Nery, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30; o Hospital Roberto Santos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h; o Hospital Santo Antônio (OSID), de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h.

Informações sobre os horários de atendimento das 21 unidades de coleta no interior do estado, estão disponíveis no site da Fundação, http://hemoba.ba.gov.br/.

exclamção leia também