29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Entrou no circuito - 07/12/2023, 18:54 - Da Redação

Defensoria enquadra a Caixa por agir na surdina e bloquear contas

Segundo a DPU, banco age sem avisar aos clientes, sob a justificativa de suspeita de fraude

Caixa está na mira da DPU e foi notificada para resolver problema
Caixa está na mira da DPU e foi notificada para resolver problema |  Foto: Rafa Neddermeyer / Agência Brasil

A Defensoria Pública da União (DPU) enviou à Caixa Econômica Federal (CEF), na quarta-feira (06), recomendação com uma série de medidas relacionadas a bloqueios de contas da instituição bancária que têm sido realizados sem aviso prévio aos titulares e com desbloqueio somente possível por ordem judicial, o que tem causado transtorno aos clientes.

Segundo a DPU, a CEF age sem avisar aos clientes, sob a justificativa de “operação financeira supostamente ilícita” (suspeita de fraude). O prazo para resposta é de 20 dias e o banco deve informar sobre providências adotadas, medidas implementadas e/ou razões para o não acolhimento do recomendado. Se não for atendida, a DPU deve ajuizar ação coletiva. O documento foi enviado para o presidente, o corregedor e a diretora jurídica da Caixa.

Após análise dos casos que chegaram à instituição, a DPU identificou situações em que as contas foram bloqueadas apesar de não ter ocorrido qualquer fraude e que permaneceram desta forma, mesmo depois de os correntistas demonstrarem que as transações não eram fraudulentas, pois a CEF alegava ser necessária decisão judicial para desbloqueio. Em muitos casos, as contas bancárias eram destinadas ao recebimento de benefícios sociais por pessoas hipossuficientes.

exclamção leia também