27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / BBB 2024

Não vão calar dona Déa! - 18/03/2024, 17:36 - Acácia Vieira

Dona Déa é alvo de ataques após críticas à Yasmin Brunet

Dona Déa Lúcia deu um sermão em Yasmin Brunet no Domingão com Huck, neste domingo (17)

Mãe de Paulo Gustavo foi vítima de etarismo
Mãe de Paulo Gustavo foi vítima de etarismo |  Foto: Reprodução/Redes Sociais/TV Globo

Após dar um sermão em Yasmin Brunet no programa do Domingão com Huck, neste domingo (17), Dona Déa foi vítima de ataques etaristas por internautas que não gostaram das falas da senhora. Nas redes sociais, a mãe de Paulo Gustavo, ainda chegou a indicar o livro 'Macacos' como forma de combater o racismo, o que irritou ainda mais os fãs da modelo.

"Hoje não vou te defender. Eu vou falar com você como se eu fosse sua avó. Você fez tudo errado com o Davi", disse a veterana para Yasmin.

Indicando o livro em seu Instagram, Dona Déa ainda deu um breve resumo sobre do que ele se trata. "Conta como é ser negro em um país como o Brasil. A população negra já foi tratada como propriedade e, mesmo com a abolição em 1888, ela continua sofrendo violências físicas e psicológicas. Comprem esse livro e vamos juntos combater o racismo".

A publicação não agradou os internautas e 'choveu' críticas a mãe do humorista. "Se essa velha tivesse lido qualquer livro sobre racismo, não estaria esvaziando uma pauta tão séria e acusando alguém de um crime que não cometeu", disse uma internauta. "Ela só vai parar quando alguém enfiar a mão na cara dela", ameaçou outra. "Às vezes é preciso desrespeitar o Estatuto do Idoso", afirmou uma terceira.

Mesmo com os comentários negativos, muitos admiradores deixaram seu apoio a Dona Déa. "Incrível as pessoas achando ruim depois de tudo o que a Yasmin falou na casa", disse uma seguidora. "Dona Déa ganhou visibilidade exatamente por ser como ela é. Não fez nada de errado, respeitem", opinou outra.

Em seus stories, a matriarca da família Amaral disse não ligar para os comentários que recebe. "Aprendi três coisas nessa vida: a opinião dos outros não muda a minha vida; quem fala do outro também fala de mim; quem fala de mim, não paga as minhas contas", afirmou.

Vale ressaltar que além de violarem o Estatuto dos Idosos, os comentários configuram também como injúria preconceituosa qualificada, já que consistem em xingamentos referentes à condição de pessoa idosa. A pena para o crime pode chegar a três anos de reclusão.

exclamção leia também