28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Viver Bem

VACINAÇÃO - 08/11/2022, 16:56 - Tabitha Gomes

Vacina contra poliomielite permanece disponível em Salvador

Secretaria da Saúde de Salvador convoca pais e responsáveis a levarem crianças para vacinar contra a pólio

A Vacina contra a poliomielite permanece disponível em Salvador
A Vacina contra a poliomielite permanece disponível em Salvador |  Foto: Marcos Lopes/MS/ Agência Brasil

Na tentativa de aumentar a cobertura vacinal das doses que compõem o calendário básico infanto-juvenil em Salvador, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Salvador convoca os pais e responsáveis a levar a crianças de 2 meses e menores 5 anos para vacinar contra a pólio. Há duas vacinas contra a pólio disponíveis no calendário de vacinação: a VOP (vacina pólio oral) também conhecida por ser a vacina da gotinha e a VIP (vacina inativada pólio), administrada por via intramuscular. A vacina contra a poliomielite são disponíveis em uma das 156 salas de imunização da capital baiana de segunda à sexta-feira, das 08h às 17h.

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, e que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes e secreções eliminadas pela boca de pacientes. Em casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos.

O titular da SMS, Decio Martins destaca que a capital baiana está livre da doença há mais de 30 anos e é importante proteger o público-alvo para evitar o vírus. “A imunização é a única forma de evitar a doença. A campanha este ano, momento de intensificação para vacinação contra a pólio, teve uma baixa cobertura, seguindo o cenário nacional, com pouco mais de 45 mil crianças imunizadas. Portanto, é fundamental que os pais mantenham a caderneta de vacinação de rotina das crianças atualizada”.

Já a coordenadora de Imunização da SMS, Doiane Lemos, ressalta o trabalho é feito em conjunto com a população garantir que as taxas de coberturas vacinais na cidade estejam satisfatórias. “Observamos durante esses dois anos de pandemia, houve uma queda significativa das coberturas vacinais infantis em todo país. Isso que faz com que o risco do retorno da poliomoelite seja real. Por esse motivo, estamos convocando todos os pais e responsáveis para essa missão de proteger as crianças contra a pólio”.

exclamção leia também