27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Viver Bem

Reforço - 20/03/2024, 18:09 - Da Redação

Ministério da Saúde chega para reforçar guerra contra a dengue

Em Feira de Santana, a equipe do MS identificou a necessidade de fortalecer as ações de combate ao mosquito

Objetivo da iniciativa é fortalecer as ações de prevenção
Objetivo da iniciativa é fortalecer as ações de prevenção |  Foto: Matheus Pereira/GOVBA

A pedido da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), uma equipe do Ministério da Saúde (MS) visitou as cidades de Feira de Santana e Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (20), para auxiliar no combate à dengue. O objetivo da iniciativa é fortalecer as ações de prevenção e controle da doença nos municípios, que estão entre os 272 em situação de epidemia no estado.

As especialistas do MS realizaram um diagnóstico da situação em cada cidade e sugeriram medidas para aprimorar o trabalho já realizado pelo Governo da Bahia e pelas equipes municipais. A superintendente de Proteção e Vigilância em Saúde da Sesab, Rívia Barros, destacou a importância da colaboração entre as diferentes esferas de governo.

"A visita da equipe do MS é fundamental para que possamos contar com sua experiência e expertise. Essa parceria nos permitirá construir novas estratégias e aperfeiçoar as ações de combate à dengue, sempre com foco na proteção da população e na prevenção de novos óbitos".

Em Feira de Santana, a equipe do MS identificou a necessidade de fortalecer as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, chikungunya e zika. Também foi detectada uma subnotificação de casos e a necessidade de maior apoio da gestão municipal na atenção básica.

Morgana Caraciolo, epidemiologista da Coordenação Geral de Vigilância das Arboviroses do MS, ressaltou a importância da organização da rede de atenção básica para conter a dengue.

"A organização da atenção básica é fundamental para garantir o diagnóstico precoce, o tratamento adequado e a prevenção de complicações da dengue. É preciso que os municípios invistam nessa área e trabalhem em conjunto com a população para eliminar os criadouros do mosquito".

A equipe do MS também avaliou que o aumento da temperatura, as mudanças climáticas e o impacto da pandemia de COVID-19, que dificultou as ações de controle vetorial nos últimos anos, estão entre os fatores que contribuem para o aumento dos casos de dengue no país.

Para além das ações do governo, a participação da população é fundamental para o combate à dengue. Rívia Barros reforça a importância da mobilização social.

"É fundamental que as pessoas se conscientizem sobre a importância de eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti em suas casas e no seu entorno. A colaboração da comunidade é essencial para prevenir a proliferação do mosquito e reduzir o número de casos de dengue."

exclamção leia também