27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Viver Bem

Câncer de pele - 01/12/2022, 08:33 - Amanda Souza

'Dezembro Laranja' acontece neste sábado em três hospitais de Salvador

Ação ocorrerá das 8h às 13h, nos hospitais Aristides Maltez, Santa Isabel e no Centro Estadual de Oncologia

O último mês do ano chegou e é o período da campanha 'Dezembro Laranja', organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), com foco na prevenção contra o câncer de pele.

Com a mensagem “Não espere até sentir na pele”, a campanha quer “alertar a população quanto à necessidade de examinar a pele em busca de lesões suspeitas”, como explica a presidente do núcleo Bahia da SDB, a dra. Ana Lísia Giudice.

O dia 'D' da campanha é no próximo sábado (3), das 8h às 13h. Haverá atendimento gratuito, através de distribuição de senhas, para avaliação de lesões suspeitas de câncer.

Em Salvador os atendimentos acontecem no Hospital Aristides Maltez, Hospital Santa Isabel e no Centro Estadual de Oncologia (Cican).

Os pacientes que tiverem suspeitas identificadas serão encaminhados para biópsia. “Pretendemos alcançar entre 600 e 1.000 pessoas a serem vistas e/ou orientadas na campanha e muito mais ao longo do mês”, destaca Ana Lisia.

Por meio da iniciativa será possível informar a população que tem pouco conhecimento sobre a doença em geral, como analisa a especialista.

“Ainda hoje pacientes chegam com câncer de pele em estágios avançados”, diz. “Não buscam o médico para prevenção ou realização de exames quando notam o surgimento ou modificação de lesões de pele, couro cabeludo ou unhas”, conclui a gestora.

Fique atento!

O diagnóstico precoce do câncer de pele aumenta as chances de cura, por isso, a importância do acompanhamento médico. Conforme alerta Ana Lisia, é fundamental estar atento aos recados que o corpo pode dar.

“Qualquer pessoa que note surgimento de sinais ou pintas novas com mais de três cores, ou lesões antigas que estejam mudando, além de sinais inflamados e ferimentos que não cicatrizam, deve procurar um médico dermatologista para avaliar clinicamente e verificar se é ou não um câncer de pele”, diz a médica.

Para além do fator genético, a exposição ao sol ao longo de toda a vida também é uma questão a ser observada - e cuidada. Nesse sentido, pessoas com pele e olhos mais claros, aquelas que se queimam no sol e pouco bronzeiam, devem ficar alertas; mas não apenas elas, todos estão sujeitos à doença.

exclamção leia também