26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Viver Bem

Sem sossego - 22/10/2022, 13:46 - Louise Batista

Dengue volta a atacar e Ministério da Saúde lança “Verão sem mosquito"

A ação acontece após a divulgação de que o número de casos da doença no país aumentaram 184,6%.

Os focos de Aedes aegypti podem ser denunciados através do Fala Salvador, no número 156 ou site www.falasalvador.ba.gov.br.
Os focos de Aedes aegypti podem ser denunciados através do Fala Salvador, no número 156 ou site www.falasalvador.ba.gov.br. |  Foto: Reprodução

Por Amanda Souza

O Ministério da Saúde lançou, na quinta-feira (20), uma campanha nacional de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. A ação acontece após a divulgação de que o número de casos da doença no país aumentaram 184,6%.

De janeiro a outubro de 2021, foram registrados 478,5 mil casos prováveis de dengue no país. Nesse mesmo período em 2022, o número salta para 1,3 milhão de casos.

Na Bahia, o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) aponta para 53.196 casos suspeitos de dengue, com um aumento de 46,8% em relação ao ano passado.

Já na capital, o aumento foi maior que 100%. Salvador registrou, 02 de janeiro a 08 de outubro, 1460 casos de dengue, contra 554 no mesmo período do ano passado.

Como explica Sandra e Oliveira, da Coordenação de Doenças de Transmissão Vetorial da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVEP) da Sesab, uma série de fatores, quando associados, podem explicar esse aumento significativo.

“Pode ser uma questão de dispersão vetorial, ou a questão do meio ambiente, a circulação viral, a dinâmica da população, as características do local etc.”, diz. “Esses fatores, quando associados, podem refletir pna presença vetorial e, consequentemente, na ocorrência de casos”, completa.

Numa análise do boletim epidemiológico, Sandra comenta o quadro das arboviroses urbanas na Bahia. “Médio risco para dengue e chikungunya e baixo risco para zika”, diz a especialista.

O combate à dengue é uma responsabilidade de toda a sociedade. A Sesab garante que “a Bahia vem investindo constantemente em ações de prevenção e combate às arboviroses, com estratégias de prevenção e controle da dengue no estado”.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a campanha “verão sem mosquito”, que começou em setembro, conta com ação de rotina nos bairros da cidade, distribuição de capas para cobertura de reservatórios de água e inspeção de bueiros e imóveis das mais diversas categorias. Mas você, como cidadão, pode e deve fazer a sua parte. Evite água parada na sua casa, sua rua ou no seu trabalho. Os focos de Aedes aegypti podem ser denunciados através do Fala Salvador, no número 156 ou site www.falasalvador.ba.gov.br.

exclamção leia também