27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Viver Bem

Carteirada! - 10/11/2022, 06:45 - Antonio Dilson Neto- Atualizado em 10/11/2022, 07:07

Covid: Comprovante vacinal pode voltar a ser obrigatório na Bahia

Conselho Estadual de Saúde propõe o retorno da obrigatoriedade da apresentação dos cartões de vacina em espaços de grande concentração de pessoas

A possibilidade de uma nova onda de Covid tem deixado a comunidade médica e a população em estado de alerta, reforçando medidas de segurança para evitar novos casos com gravidade.
A possibilidade de uma nova onda de Covid tem deixado a comunidade médica e a população em estado de alerta, reforçando medidas de segurança para evitar novos casos com gravidade. |  Foto: Divulgação

Com o aparecimento da nova variante da ômicron no Brasil, o Conselho Estadual de Saúde (CES) propõe o retorno da obrigatoriedade da apresentação dos cartões de vacina em espaços de grande concentração de pessoas. A possibilidade de uma nova onda de Covid tem deixado a comunidade médica e a população em estado de alerta, reforçando medidas de segurança para evitar novos casos com gravidade. A nova variante da doença, que foi identificada no Rio de Janeiro, já teve casos registrados no Amazonas e em São Paulo, com a primeira morte confirmada no país pela doença.

A BQ1 já apareceu em outros lugares do mundo como Europa e América do Norte e os pacientes diagnosticados com a variante apresentam os mesmos para a maioria dos pacientes: dor de cabeça, tosse, febre, dor de garganta, cansaço, perda de olfato e paladar. Especialistas apontam que a variante não é mais letal que as outras e os efeitos tendem a ser menos agressivos em função da cobertura vacinal.

Marcos Sampaio, presidente do Conselho Estadual de Saúde, explica que a recomendação do retorno da exigência da comprovação vacinal tem um objetivo preventivo. “A gente considera que a flexibilização da necessidade de apresentação da comprovação criou uma ideia de que você não precisaria se vacinar. Além disso, o negacionismo já existente e a desconfiança da eficácia da vacina são fatores que podem ser problemáticos. Por isso propomos a recomendação”.

Segundo Marcos, a recomendação pode evitar cenários mais trágicos e medidas mais severas como o lockdown. “Nós encaminhamos a recomendação ao pleno do Conselho Estadual de Saúde, que encaminhará para prefeitos e secretários municipais de saúde e também para a secretaria estadual de saúde. O texto reforça a necessidade da exigência de comprovação e que seja adotada já de imediato para estimular a vacinação com todas as doses”.

“O CES então ele faz esse apelo às pessoas que ainda não se vacinaram ou que estão em atraso de alguma dose, que é muito importante fazer a atualização para ajudar a salvar a vida das pessoas e evitar um cenário catastrófico, que ninguém quer viver novamente”, concluiu Marcos.

De acordo com Marcela Cavalcanti, bióloga responsável pelo departamento de biologia molecular do DNA Laboratório, em outubro, houve um aumento no número de casos positivos na testagem de Covid. “No mês de outubro, a porcentagem de casos positivos foi de apenas 4,2%, enquanto que já na primeira semana do mês de novembro este número aumentou para 36,2%. O que aponta aumento significativo de resultados positivos para o total de pacientes testados”. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado (SESAB), até o momento não foi identificada a sub variante BQ1 na Bahia.

exclamção leia também