29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Serviços

É da Bahia - 26/04/2023, 23:23 - Da Redação

Pró baiana leva “Prêmio do Movimento LED - Luz na Educação" da Globo

A premiação foi transmitida na noite de ontem pela emissora do plim-plim

A professora Vitalina Silva e a atriz Jeniffer Nascimento, madrinha do projeto
A professora Vitalina Silva e a atriz Jeniffer Nascimento, madrinha do projeto |  Foto: Reprodução Rede Sociais

A professora baiana Vitalina Silva foi a grande vencedora do “Prêmio do Movimento LED - Luz na Educação”, iniciativa da Rede Globo e Fundação Roberto Marinho, com o projeto “Educação antirracista”, desenvolvido no Centro Educacional Maria Quitéria, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS). A premiação foi transmitida na noite de ontem pela emissora. O projeto teve como madrinha a atriz Jeniffer Nascimento.

A educadora, que ministra aulas de Língua Portuguesa e atua como assessora técnica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), recebeu o prêmio de R$ 200 mil na categoria “Educadores”. O projeto vencedor promove a educação antirracista e foi criado para que a escola pudesse avançar na construção de estratégias efetivas de enfrentamento ao racismo estrutural e aos preconceitos que sustentam as relações sociais do país - e que ganham materialidade no ambiente escolar.

Vitalina concorreu com outros oito projetos finalistas. “Tive a felicidade de estar em uma escola que já compreendia essa necessidade. temos relatos de alunos que mudaram a forma de lidar com autoestima, além do índice de violência que teve uma queda surpreendente a partir destas ações”, agradeceu.

O projeto, de acordo com a professora, nasceu em sala de aula do Centro Educacional Maria Quitéria, em Camaçari, onde leciona para estudantes do Fundamental II. No ambiente escolar, a pauta do antirracismo na Educação é discutida com o objetivo “de superar as desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da cidadania e na erradicação de todas as formas de discriminação”, como destaca Vitalina, em alusão a uma das diretrizes do Plano Nacional de Educação (PNE), criado para que a escola pudesse avançar na construção de estratégias efetivas de enfrentamento ao racismo estrutural e aos preconceitos que sustentam as relações sociais do país.

Nesta edição, o Prêmio do Movimento LED teve mais de duas mil inscrições em todo o país, tendo sido selecionados 60 projetos, sendo 20 em cada categoria: Educadores Inovadores; Estudantes Inovadores; e Empreendedores e Organizações Inovadoras.

exclamção leia também