31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Serviços

NOVEMBRO NEGRO - 19/11/2022, 07:45 - Maria Laura S. de Souza

Centro Histórico se enche de cultura pra celebrar a negritude

Exposição e atividades culturais gratuitas são atrações no Santo Antônio Além do Carmo

Adinelson Filho é um dos curadores da exposição  "O Olhar Feminino Sobre a Consciência Negra"
Adinelson Filho é um dos curadores da exposição "O Olhar Feminino Sobre a Consciência Negra" |  Foto: Divulgação

‘O Olhar Feminino Sobre a Consciência Negra'. Esse é o tema da exposição de Luzimar Azevedo e Adinelson Filho. Localizada no CEPAIA – UNEB, no Santo Antônio Além do Carmo, Centro Histórico de Salvador, a curadoria apresenta obras produzidas por 15 artistas brasileiras, em diversos gêneros, como pintura a óleo sobre tela e mosaico. A exposição funciona de segunda a sábado, das 9h às 12h e das 14h às 19h. A exibição segue até o dia 30 de novembro, gratuita e aberta ao público.

Além das artes, o espaço abriga atividades culturais e artísticas aos sábados pela tarde, com lançamento de livros, palestras, saraus, oficinas, performances e exibição de videodocumentários. As obras exibidas podem ser observadas nas técnicas da aquarela, escultura em cerâmica, fotografia, bordado, técnica mista, fototipia e acrílico sobre tela.

Segundo Adinelson Filho, curador da exposição, a seleção das artistas se deu por categoria das artes visuais e envolvimento com a temática da negritude, considerando o entendimento delas mesmas sobre a questão. Ele afirma ainda que o projeto tem um objetivo estratégico: “Criar uma reflexão ampla sobre os valores das culturas negras africanas e afro-brasileiras como combate ao racismo”, revela.

Adenilson acredita que o projeto fomenta a necessidade de conhecer, entender e respeitar as pessoas e a cultura negra. “Quando mulheres negras, brancas e mestiças são envolvidas em diferentes modalidades de artes visuais, ideias, conceitos e valores das culturas negras, elas mostram à tod@s as pessoas que é necessário se integrar e se debruçar sobre uma questão que envolve todo mundo”, diz.

Consciência em debate

Luzimar Azevedo, um dos curadores destaca que o projeto busca elevar a mulher dentro deste espaço de discussões acerca das características e necessidades do povo negro. “Essa é uma ação de um grupo de mulheres, artistas visuais, que pretende mostrar, através das artes, o olhar feminino sobre a consciência negra, e o lugar que a mulher ocupa na potência negra”, ressalta.

Hoje, o tema da mesa que acontece no espaço é ‘Reflexões e resistências ao racismo cultural: um debate sobre o aprisionamento racial, com os professores doutores Cláudia Vaz, Gustavo Costa e José Menezes’. Além da discussão, acontece o lançamento do documentário “Murmúrio do Cárcere”.

Para Adinelson, é importante falar sobre resistência ao racismo cultural. “É importante e necessário, como mais uma das ações de combate ao racismo de um modo geral. É pela expropriação e apagamento da cultura negra que o racismo causa danos à identidade negra”, explica.

*Sob a supervisão da editora Kenna Martins

exclamção leia também