29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Violência doméstica - 18/03/2024, 08:01 - Da Redação- Atualizado em 18/03/2024, 10:04

"Vou te matar", diz deputado acusado de agressão para ex em gravação

Deputado Federal Carlos Alberto da Cunha (PP) será julgado por agressões contra Betina Grusiecki, então companheira dele

Deputado Federal Carlos Alberto da Cunha (PP)
Deputado Federal Carlos Alberto da Cunha (PP) |  Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

O deputado federal Carlos Alberto da Cunha, o Delegado da Cunha (PP), é acusado de violência doméstica contra a ex-companheira Betina Grusiecki, de 28 anos. Um vídeo gravado por ela mostra um diálogo em que ele diz que vai matá-la.

Aos 46 anos, Da Cunha se tornou réu por bater a cabeça de Betina na parede e sufocá-la, além de ter causado danos materiais. As imagens das agressões foram reproduzidas pelo programa Fantástico, da TV Globo.

– Da Cunha: “Vai correndo para casa da mamãezinha”.

– Betina: “Não. Não vou para casa da mamãe”.

– Da Cunha: “Pode parar. Pode parar, senão vou te matar aqui”

– Betina: “Vai me matar?”

– Da Cunha: Matar.

– Betina: “Ah, então mata.”

Ele segue ofendendo a companheira e depois diz: “Sua vaca, vou encher sua cara de tiro”. Ela berra: “Me solta. Chama a polícia. Chama a polícia! Sai". O casal discutia com frequência e ele chegou a agredi-la muitas vezes, segundo Betina.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), Betina tinha escoriação no couro cabeludo e lesões corporais leves, mas Da Cunha negou os outros golpes. Ele chegou a registrar queixa afirmando que ele era agredido, por causa do ferimento com um secador, considero pelo Ministério Público um ato de legítima defesa dela.

Afastado das atividades parlamentares, Da Cunha alegou à Justiça razões psicológicas e até espirituais para o que aconteceu. A acusação de violência doméstica ainda vai a julgamento.

exclamção leia também