27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Perdeu, pai - 11/11/2022, 14:28 - Pedro Moraes - Atualizado em 11/11/2022, 14:57

Suspeito de ataques a bancos de Irará e Muritiba é capturado

O homem era responsável por confeccionar artefatos explosivos da quadrilha.

O homem era responsável por confeccionar artefatos explosivos da quadrilha. Ataques recentes foram em Irará e Muritiba
O homem era responsável por confeccionar artefatos explosivos da quadrilha. Ataques recentes foram em Irará e Muritiba |  Foto: Ascom PC/Natália Verena

Uma operação, realizada por policiais da Coordenação de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), capturou, na manhã desta sexta-feira, 11, um dos acusados de cometer os últimos ataques as instituições financeiras nas cidades baianas de Irará e Muritiba.

Identificado como David Alef da Paixão, o suspeito estava dentro de um condomínio, situado no distrito da Bahia, Vilas de Abrantes.

“Segundo as investigações, ele é o principal articulador dos recentes ataques a bancos ocorridos nos municípios de Muritiba e Irará. No grupo o qual pertencia, o criminoso era o responsável pela confecção dos artefatos explosivos. Também já foi preso anteriormente pelo Draco, decorrente da mesma prática”, explicou o diretor do Draco, delegado José Bezerra.

Quando chegaram ao local, os agentes viraram alvos de tiros disparados por David Alef. O criminoso foi alvejado durante o confronto e levado ao Hospital Geral Menandro de Faria, mas não resistiu aos ferimentos.

Com ele foi encontrado uma pistola 9mm, mesmo calibre utilizado no crime de Irará e Muritiba. Alef participou também da ação em Vila de Abrantes, policiais da 18ª Delegacia Territorial (DT) de Camaçari.

As investigações continuam com a cooperação da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança (SI-SSP), da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar.

exclamção leia também