29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Passaram fogo em Rabicó - 28/10/2022, 09:03 - Everton Santos

Suspeito de assassinar policial é morto no interior

Homem acumulava passagens por tráfico de drogas, tentativa de homicídio e porte de arma de fogo

Policial foi morto no domingo
Policial foi morto no domingo |  Foto: Reprodução

Durante confronto com a polícia, mais um suspeito de envolvimento no assassinato do policial civil Fábio Malvar de Moraes, no último domingo, 23, foi morto no interior da Bahia.

De acordo com informações da Polícia Civil, Carlos Alberto Conceição Caetano, mais conhecido como Rabicó, foi encontrado durante uma ação que visava a busca e captura do criminoso. Na manhã desta sexta-feira, 28, policiais do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) receberam informações, que o suspeito estaria escondido no Distrito de Itamutinga, em Coaraci, Sul do Estado.

“De posse das informações, solicitei o apoio do Departamento de Polícia do Interior e da Polícia Militar através da Cipe e do 15º BPM que foram averiguar a informação. Ao chegar no local, o homem tentou fugir desferindo disparos de arma de fogo contra os policiais”, explicou o diretor do DCCP, delegado Arthur Gallas.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, Rabicó já acumula passagens por tráfico de drogas, tentativa de homicídio e porte de arma de fogo. Durante a resistência ele ficou ferido e não resistiu. Com ele foram encontrados uma arma tipo pistola, calibre 9mm, 58 porções de maconha e 12 munições.

Ainda no domingo, dois suspeitos já haviam morrido após troca de tiros com policiais, a região da Praia do Cantagalo, na Calçada.

Lucas Vinicius Santana da Silva, de 24 anos, que já possuía passagem pela polícia pelo crime de tráfico de drogas, e um outro homem que não foi identificado, foram localizados ainda pela manhã.

Caso

O investigador Fábio foi baleado e morto na manhã de domingo (23), no bairro da Calçada. Segundo as informações da Polícia Civil, ele havia acabado de sair da unidade, quando, acompanhado de um outro investigador, avistou três homens que estariam em atitudes suspeitas.

Os policiais então abordaram o trio na Rua Nilo Peçanha. Os suspeitos resistiram a abordagem e houve troca de tiros. Durante o tiroteio, Fábio foi atingido no tórax e no braço esquerdo. Ele ainda foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas já chegou na unidade de saúde sem vida. Seu colega também ficou ferido.

Fábio era lotado no Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc). O corpo dele foi enterrado na tarde de ontem, no Cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas

exclamção leia também