27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Esquema furou - 07/03/2024, 10:18 - Da Redação

PM perde patente após reclamar de valor recebido em propina do PCC

Cabo Thiago Faria negociava esquema com a facção paulista

Viaturas da PM-SP
Viaturas da PM-SP |  Foto: Divulgação/SSP

Condenado a 68 anos de prisão por se envolver em um esquema de propina com o Primeiro Comando da Capital (PCC), o cabo Thiago Faria, conhecido como 'Alemão da Grande', perdeu a patente da Polícia Militar de São Paulo (PMSP). Ele ainda se queixou dos valores recebidos, entendendo que deveria ter recebido mais dos criminosos.

Além de Thiago, outros 52 policiais do 22º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano também foram presos após denúncia do Ministério Público de São Paulo (MP-SP). Todos eles estavam envolvidos com a facção.

Na casa do 'Alemão', a Polícia Civil (PC) encontrou R$ 47,6 mil em dinheiro. A perda da patente foi decretada nesta terça-feira (4), quase cinco anos após a condenação que ocorreu em 2019, decretada pela Justiça Militar,

Segundo o colunista Paulo Cappeli, do Metrópoles, a denúncia do MP apontou que a função dos PMs no esquema era “não reprimir a prática do delito de tráfico, bem como facilitá-lo, não passando de viatura policial próximo aos pontos de venda, informando acerca de alguma operação policial pelo local e até mesmo alterando a verdade em documentos públicos para que não ocorresse apreensão de droga ou a prisão dos traficantes”.

Em diálogos interceptados na investigação, Thiago Faria considerou baixo o valor de propina pago pelo PCC. “É isso aí, mesmo?”, questionou ele a um traficante que negociava. O cabo foi mencionado 108 vezes na denúncia e apontado como um dos intermediários entre PMs e traficantes da facção. Por telefone, ele frequentemente negociava horários e locais para receber a propina de sua guarnição.

Prints da conversa de Thiago Faria e um integrante do PCC
Prints da conversa de Thiago Faria e um integrante do PCC | Foto: Reprodução
Continuação da conversa entre o PM e o criminoso
Continuação da conversa entre o PM e o criminoso | Foto: Reprodução

exclamção leia também