26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Revoltante! - 24/03/2023, 10:13 - Vinicius Viana

Mulher faz ofensas racistas e ameaça atear fogo em apartamento

Vítimas relatam que ataques se intensificaram nos últimos 20 dias

Mulher ataca vizinhos dentro de prédio em São Paulo
Mulher ataca vizinhos dentro de prédio em São Paulo |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma mulher está sendo denunciada por ter feito ofensas racistas e ameaças de morte contra vizinhos em um condomínio no litoral de São Paulo. De acordo com uma das vítimas, há 10 anos os moradores do prédio sofrem com o surto da vizinha.

Em entrevista ao G1, Letícia Fernandes, de 23 anos, relatou que nos últimos 20 dias as ameaças vêm se intensificando. "Acontecia o inferno, mas era dentro do apartamento dela. Aparentemente ela tem problemas psiquiátricos, digo aparentemente porque nunca foi apresentado um laudo para nós moradores", declarou.

Em outro trecho da entrevista, a jovem contou que a mulher ameaçou tocar fogo no prédio. "Ela sempre teve surtos, [mas dessa vez] passou dos limites quando avisou a vizinha que iria comprar gasolina e tacar fogo no apartamento dela", declarou.

Ataques

Em um dos vídeos que circulam nas redes, é possível escutar a vizinha ameaçando o síndico de morte e gritando palavras racistas. "Você vai sair daqui nem que seja com a polícia no seu c*, seu malandrinho nojento [se refere ao síndico]. Põe a roupa, não saia sem roupa nos corredores, seu malandrinho nojento, cachorrinho, família de cachorrinhos".

Em seguida, ainda é possível ver a mulher pedindo para a filha do síndico parar de filmá-la e mandando ela gravar um vídeo para um site de conteúdo pornográfico. "Vou enfiar um cabo de vassoura no c* dela. Está gravando o que, sua putin**? (...) Você é uma delicinha, sua putin** de merd*."

Polícia se manifesta

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que o caso foi registrado como ameaça e injúria pelo 2° Distrito Policial de Santos, que investiga os fatos e que a autoridade policial chamou as vítimas e a autora para prestarem depoimento e registrar um Termo Circunstanciado (TC), que será encaminhado para análise da Justiça. A Polícia Civil esclareceu que, de acordo com a lei 11340/06, a Medida Protetiva é válida somente em casos de violência doméstica e de relações afetas ao lar.

Veja o vídeo

exclamção leia também