27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Absurdo! - 26/03/2024, 11:33 - Dara Medeiros

Morador é preso por tentar fazer trabalhador cair da fachada do prédio

Homem usou uma faca para cortar a corda que prendia o rapaz, que estava limpando o edifício

Vítima escapou da morte por pouco, devido um outro equipamento de segurança
Vítima escapou da morte por pouco, devido um outro equipamento de segurança |  Foto: Reprodução/Google Maps

Um morador da cobertura de um prédio na área nobre de Curitiba foi preso em flagrante após tentar despencar um trabalhador que limpava a fachada do edifício. Raul Ferreira Pelegrin, de 41 anos, usou uma faca para cortar a corda que segurava o rapaz, que higienizava as janelas do 6° andar quando a tentativa de homicídio aconteceu. Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), a vítima só conseguiu escapar da morte por causa de um dispositivo de segurança que estava usando.

Morando no 27º andar e sem relação alguma com o trabalhador, a polícia ainda investiga a motivação de Raul Pelegrin para cometer o crime. Porém, segundo o depoimento dos trabalhadores que faziam a limpeza do prédio junto ao colega, Pelegrin havia ameaçado cortar a corda de sustentação de todos por ter se irritado com a presença deles. Ele teria dito que estava “de saco cheio” e dado 10 minutos para os rapazes “sumirem”.

A polícia foi chamada logo depois que o corte aconteceu. Os agentes precisaram arrombar a porta de um dos quartos do apartamento para encontrar Pelegrin. Além de ter sido reconhecido pela vítima, os policiais também acharam a faca usada no crime e um pedaço da corda na sacada do apartamento dele.

O caso aconteceu no dia 14 de março, mas só foi divulgado nesta semana pelo MP, que denunciou o morador por homicídio tentado. O suspeito teve a prisão preventiva decretada e continua à disposição da Justiça, que ainda não bateu o martelo se irá aceitar ou rejeitar a denúncia do Ministério Público.

Vale ressaltar que a denúncia contra o homem levou em consideração duas qualificadoras: recurso que dificultou a defesa da vítima e uso de meio insidioso, já que o trabalhador nem percebeu o que estava sendo feito contra ele.

O acusado preferiu ficar em silêncio e até "sustentou não saber os motivos de ter sido conduzido à delegacia". A defesa dele ainda não se pronunciou publicamente sobre o caso.

exclamção leia também