25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

'sangue de barata' - 10/04/2024, 14:19 - Da Redação

Mãe é presa por omitir socorro ao filho morto por marteladas pelo pai

Agressor da criança foi preso no dia 22 de março, mesma data do assassinato

Mandado de prisão foi cumprido por agentes da Delegacia de Homicídios (DH) de Vitória da Conquista, na terça-feira (9).
Mandado de prisão foi cumprido por agentes da Delegacia de Homicídios (DH) de Vitória da Conquista, na terça-feira (9). |  Foto: Foto ilustrativa - Ascom/PC

Uma mulher foi mandada para a cadeia por não prestar socorro ao próprio filho, Enzo Gabriel Alves da Silva, de quatro anos, que foi morto após agressões de marteladas do pai. O mandado de prisão foi cumprido por agentes da Delegacia de Homicídios (DH) de Vitória da Conquista, na terça-feira (9).

O desalmado foi preso em flagrante no dia 22 de março, no bairro Vila Elisa, mesma data em que executou a criança. Com ele, foi apreendido o martelo que usou para a fatalidade, junto de porções de droga e uma balança.

De acordo com a delegada Alessandra Márcia Cardoso Pereira, o bebê sofria com agressões frequentes do pai há pelo menos três meses. "O menino sofria severos castigos e era submetido a torturas físicas e psicológicas. O genitor ainda gravava as agressões e mandava para a mãe da criança”, disse.

Leia mais:

Dupla em moto chega de surpresa e executa novinho em Barra do Rocha

'Máquina do mal' rouba a vida de rapaz em Dias D'Ávila; saiba detalhes

Homicida cai na cadeia por executar mulher em bar de Feira de Santana

A doutora também informou que a mulher, de sangue-frio, nunca denunciou as agressões à polícia. “Mesmo ciente dos maus tratos, ela não prestou socorro ao filho, caracterizando o crime de omissão de socorro. O casal usava drogas na frente da criança e a casa onde eles moravam não tinha as mínimas condições de higiene”, ressaltou.

A mulher foi submetida aos procedimentos padrões para avaliação de lesões e posteriormente encaminhada para o Presídio Nilton Gonçalves, onde aguarda as decisões do Poder Judiciário.

exclamção leia também