28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

TCHAU E BENÇA - 31/03/2023, 14:32 - Pedro Moraes - Atualizado em 31/03/2023, 15:22

Gringo preso por suposto assédio a uma 'GP' é solto da cadeia

O norte-americano tinha sido detido por crimes como ato obsceno e violação sexual mediante fraude

O norte-americano tinha sido detido por crimes como ato obsceno e violação sexual mediante fraude
O norte-americano tinha sido detido por crimes como ato obsceno e violação sexual mediante fraude |  Foto: Reprodução/TV Globo

O norte-americano preso em Salvador por suspeita de violação sexual de uma 'GP' mediante fraude, Zachary Modi Mikaya, foi solto, nesta sexta-feira (31), após receber a liberdade condicional determinada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), nesta quinta-feira (30).

O caso ocorreu na última terça-feira (28). O turista, de 29 anos, é natural do estado da Pensilvânia e engenheiro de software do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Para que ele fosse liberado, a defesa pagou uma fiança, estipulada em R$ 10 mil, feita nesta quinta.

Leia Mais

Justiça gera reviravolta em caso do norte-americano preso na Bahia
Gringo é preso após agredir profissional do sexo em Salvador

Relembre as medidas instauradas nesta quinta:

Dessa maneira, várias medidas cautelares foram definidas na audiência de custódia desta quinta. Entre elas estão o compromisso de comparecer a todos os atos processuais e manter seu endereço atualizado, além do comparecimento bimestral - pelo período de 1 ano - à sala Integrada de Alternativas Penais (Ciap), situada na Av. Antônio Carlos Magalhães, no bairro do Parque Bela Vista, na capital baiana.

Do mesmo modo, Zachary também terá que executar o recolhimento domiciliar noturno, das 20h às 6h, além de estar proibido de frequentar locais chamados por “bocas de fumo”, festas de rua, bares, boates, prostíbulos e similares. No mais, o norte-americano terá que arcar com uma fiança no valor de R$ 10 mil.

exclamção leia também