24º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

revoltante - 12/06/2024, 10:51 - Leo Moreira / Portal A Tarde - Atualizado em 12/06/2024, 11:55

Grávida que pulou de prédio afirma que agressor "ria enquanto batia"

Segundo a vítima, o salto foi uma manobra do medo para fugir do homem valentão

Suspeito foi identificado como Igor Costa Campos e teve a prisão preventiva decretada na terça-feira (11)
Suspeito foi identificado como Igor Costa Campos e teve a prisão preventiva decretada na terça-feira (11) |  Foto: Leo Moreira | Ag. A TARDE

A mulher de 27 anos que pulou do quinto andar de um prédio na avenida Paralela, em Salvador, no último domingo (8), revelou em depoimento que sofreu agressões físicas e xingamentos antes da queda e que, inclusive, o suspeito "ria enquanto praticava as agressões".

Segundo a vítima, a série de pancadaria, que incluía "murros" e "chutes", teve início após o suspeito questionar sobre uma suposta traição. "Igor começou a questioná-la, dizendo que ela havia ficado com algum conhecido dele; que ela negava e então ele a agredia; que ele ria enquanto praticava as agressões; que ele a agrediu com murros no rosto; que ele batia a testa dele na testa da vítima; que ele lhe deu chutes e a jogou no chão; que ele puxou tanto os cabelos da declarante que a cabeça dela está ardida; que ela gritava por ajuda, mas ninguém parecia ouvir; que só estavam os dois no apartamento; que ele a xingava de "puta", "nojenta", "falsa"", relata a transcrição do depoimento o qual o Grupo A TARDE teve acesso.

Leia mais:

Mulher que se jogou do 5° andar para fugir recebe alta médica

Desalmado que agrediu grávida em SSA tem prisão preventiva decretada

A jovem ainda salientou que pediu para o homem, identificado como Igor Costa Campos, parar com as agressões, mas não foi ouvida. "Ele dizia: "seu lixo, você merece isso, sua vagab***"; que ela pedia para ele parar; que após tanto Igor bater na vítima, ela se trancou no quarto; que ele ria enquanto praticava as agressões", continuou.

Ainda conforme o depoimento, o suposto agressor havia consumido bebidas e drogas no dia do acontecimento e, pelo medo de que ele pudesse fazer, a vítima se atirar do prédio. "Ele havia usado pó, bebida e maconha; que em dado momento, a declarante viu o rosto de Igor pela porta e pensou que ele tivesse conseguido abrir; que, então, num ato de desespero, para não apanhar mais dele, se jogou da janela do apartamento; que tudo foi rápido".

Caso aconteceu no domingo (9)
Caso aconteceu no domingo (9) | Foto: Reprodução

A vítima, que terá seu nome preservado, é natural de Maceió, e os dois se conheceram a cerca de um mês. O episódio teria tido um estopim quando ela disse que estaria grávida e que ele, por sua vez, afirmou que queria fazer o exame de DNA.

Após a queda, a mulher foi socorrida por equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e levada para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde ela já recebeu alta. O caso é tratado pela Polícia Civil como lesão corporal dolosa.

Prisão mantida

Igor foi preso em flagrante no mesmo dia e após audiência de custódia, na manhã de terça-feira (11), teve a prisão convertida para preventiva. Ainda na saída da Vara de Custódia de Salvador, o advogado de defesa do empresário, Carlos Magnavita, disse que seu cliente negou as agressões e desconhece o uso de drogas no dia do ocorrido.

Leia também: Gravidez gerou agressão de homem contra mulher em prédio na Paralela

"Meu cliente diz que não agrediu a vítima em momento algum, pelo contrário, disse que tentou evitar que a vítima se jogasse no quinto andar, que ela antes disso teve uma discussão com ele e que se trancou no quarto e que ele ficou evitando as agressões por parte dela. Ele não praticou nenhuma das condutas que foram informadas no procedimento da autoridade policial e da vítima", disse a defesa.

O advogado conta que Igor ainda evitou que ela saísse do apartamento, porque ela estaria nervosa e gritando. "A partir daí, ela se trancou do quarto e ficou ameaçando se jogar da janela. E ele foi para a varanda e evitou com que ela se jogasse, só que ela, infelizmente, se jogou".

Veja:

exclamção leia também