29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Estelionato sentimental - 30/11/2023, 19:47 - Da Redação

Golpes: sanções de 'galã do Tinder' chegam a 21 anos de prisão

Renan Augusto Gomes foi condenado entre fevereiro e novembro deste ano em três casos de estelionato sentimental

As fotos que Renan Augusto Gomes usava no Tinder para atrair as vítimas
As fotos que Renan Augusto Gomes usava no Tinder para atrair as vítimas |  Foto: Reprodução / g1

Renan Augusto Gomes, homem que ficou conhecido como 'Galã do Tinder', preso pela Polícia Civil em setembro de 2022, em São Paulo, foi condenado entre fevereiro e novembro deste ano em três casos de estelionato sentimental em que as penas somadas chegam a 21 anos e quatro meses de prisão, de acordo com o g1. Os prejuízos contra as vítimas chegam a R$ 500 mil.

Após a prisão de Renan, várias mulheres procuraram a polícia e o Ministério Público e disseram ter sido vítimas. Em um dos casos a mulher lhe deu R$ 16 mil, parte da rescisão que recebeu após deixar um emprego.

"A hipótese das condenações se adequa ao que se convencionou chamar de estelionato sentimental, que se caracteriza pelo induzimento da vítima em erro, mediante o emprego de meio fraudulento consistente em promessa de relação afetiva ou com base em relação de confiança fundada em falso vínculo amoroso, para obtenção de bens ou valores em proveito próprio ou alheio. Estabelecida a relação de confiança, o réu apresenta às vítimas falsas situações que demandam delas o aporte de valores ou bens", disse a promotora Erika Pucci.

Veja também:

Polícia derruba ‘BBB’ do crime no bairro de Itinga

Suspeito de participar de grupo de homicídios é preso em Juazeiro

Facção criminosa impõe ‘cala boca’ em bairro do 'caso genro e sogro'

A última condenação foi na quarta-feira (29), pela 3ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de São Paulo, que impôs, por crime de estelionato, a pena de 2 anos e 4 meses de reclusão em regime semiaberto, ficando ainda obrigado a pagar à vítima o valor de R$ 20 mil em indenização.

exclamção leia também