29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Atitudes - 12/04/2023, 15:37 - Da Redação

Escolas de Luís Eduardo Magalhães terão reforço de segurança armada

Prefeitura também inicia a implantação do Botão do Pânico nas unidades

Medidas visam aumentar a segurança e proteção de toda a comunidade escolar
Medidas visam aumentar a segurança e proteção de toda a comunidade escolar |  Foto: Divulgação

As 40 escolas de Luís Eduardo Magalhães vão contar a partir desta quarta-feira (12), com guardas armados e com a intensificação das rondas escolares, através de agentes monitorados via GPS pela Central da Guarda Civil Municipal (GCM). Também inicia hoje a implantação do Botão do Pânico nas unidades, no mesmo formato que já atende mulheres com medidas protetivas contra seus agressores.

As medidas são resultados da parceria entre as secretarias municipais de Segurança e Educação, visando aumentar a segurança e proteção de toda a comunidade escolar, inclusive dos 22 mil alunos da rede municipal de ensino, tendo em vista os últimos acontecimentos em alguns estados do país.

Leia mais: Homem é executado na porta de casa em Nova Brasília de Itapuã

Veja também: Fim da mamata chinesa? Governo quer taxar compras da Shein e Shopee

O prefeito do município, Junior Marabá, destacou que apesar do reforço na segurança, o trabalho deve ser conjunto, envolvendo principalmente a família, sociedade e governo. "Para isso, toda a sociedade tem que entender suas obrigações e responsabilidades. Não é uma escola, ou o poder público que garantirá a estabilidade emocional de uma criança ou de um adolescente. Isso é dever dos pais, por isso, peço a todos pais e mães uma atenção especial sobre seus filhos", ressaltou.

Marabá também fez um alerta importante para quem tem costume de repassar informações inverídicas, gerando pânico na comunidade. "Parem de compartilhar informações de possíveis ameaças. O papel de investigar e comprovar se é uma real ameaça ou não, é das forças de segurança. Cada vez que você compartilha fake news, você está instaurando o terror e o pânico nas nossas famílias, isso não ajuda pessoal. Vamos proporcionar cuidado e atenção nesse momento em sociedade, esses são os primeiros passos. A segurança das nossas crianças está acima de tudo", finalizou.

exclamção leia também