26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

BAFOU EM SALVADOR - 09/07/2024, 19:30 - Pedro Moraes

Empresário fica na bronca com app após motoboy furtar camisas do Bahia

Sensação de impunidade é vivida pelo empresário de uma loja online

Há pouco menos de duas semanas da saída do Shopping Ponto Alto, os produtos não chegaram até as mãos do cliente
Há pouco menos de duas semanas da saída do Shopping Ponto Alto, os produtos não chegaram até as mãos do cliente |  Foto: Ilustrativa/Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Um dia após o São João, Diego Souza espera ver as vendas prosperarem sem aperto de mente. No entanto, um motoboy de um aplicativo de entregas mudou os planos do empresário. Após vender duas camisas do Bahia para um cliente, o homem ficou em uma situação de encruzilhada no dia 26 de junho, às 14h40.

Desde então, há pouco menos de duas semanas da saída do Shopping Ponto Alto, os produtos não chegaram até as mãos do cliente, que esperava em um supermercado localizado no Horto Florestal. A corrida teria sido cancelada momentos depois de ser aceita por meio do Uber Flash.

Como reflexo, o prejuízo gira em torno de R$ 160. Em função do suposto furto, o empresário, dono da loja ‘DS Imports’ há três anos, entrou em contato com a Uber, mas não teve retorno até esta terça-feira (9).

Prejuízo ficou no valor superior a R$ 150
Prejuízo ficou no valor superior a R$ 150 | Foto: Montagem Portal MASSA!//Arquivo Pessoal

Apesar disso, ele fez o boletim de ocorrência por meio da delegacia virtual da Polícia Civil da Bahia (PC-BA). Foi o que garantiu em entrevista ao Portal MASSA!.

“Ele aceitou a corrida, pegou a mercadoria e, logo em seguida, cancelou a viagem e ficou com as camisas. Eu esperava que a Uber entrasse em contato comigo, mas, pelos dias que passaram, acho que nem vai me responder, até o próprio motouber se quisesse devolver ou até explicar o que teve. Com isso, procurei meu advogado, dei entrada no processo contra a Uber. Fui no perfil da corrida, eles apagaram a foto do motorista”, desabafou.

Corrida foi cancelada momentos após os produtos serem entregues ao motoboy
Corrida foi cancelada momentos após os produtos serem entregues ao motoboy | Foto: Montagem Portal MASSA!//Arquivo Pessoal

Motoboy meteu mão?

Como forma de ter provas, Diego registrou alguns detalhes, entre eles a placa do suspeito. A reportagem entrou em contato com a Uber para saber em que ‘pé’ está o caso, mas a empresa indicou que “não tolera nenhum comportamento criminoso e está apurando o caso”.


Leia mais
Bahia lança novo uniforme para a temporada de 2024; confira detalhes
Torcedores do Baêa comparam nova camisa com uniforme de colégio
Manto tricolor vaza e liga alerta para lançamento; saiba mais

Questionada pelo Portal MASSA!, a PC-BA garantiu que "diligências estão sendo realizadas para elucidar o caso", por parte da 10ª Delegacia Territorial (DT/Pau da Lima).

Pegue a visão:


Confira a nota da Uber na íntegra:

"A Uber não tolera nenhum comportamento criminoso e está apurando o caso. De qualquer forma, caso um item tenha sido extraviado e o usuário acredite que foi objeto de furto ou apropriação indébita pelo parceiro, a Uber encoraja que, além da denúncia no aplicativo, seja feito um boletim de ocorrência para que as autoridades competentes possam investigar o ocorrido. A Uber está à disposição para colaborar fornecendo os dados necessários, nos termos da lei.

É importante ressaltar que, no Uber Flash não é permitido enviar itens de valor ou cujo transporte seja proibido por lei ou pelas regras da categoria. Itens essenciais e/ou com valor superior a R$ 500 não podem ser transportados, de acordo com os termos de uso da modalidade de serviço. Entretanto, o usuário também tem a opção de contratar uma proteção para enviar os itens de valores maiores (até R$ 4.500,00), que é oferecido por uma empresa parceira da Uber, podendo conferir os termos e valores no momento da solicitação do serviço."

exclamção leia também