28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Cabeças caras - 11/06/2024, 11:09 - Alex Torres | Portal A TARDE e Da Redação

Conheça Colorido e Loirinho, chefões do BDM transferidos de prisão

Elementos são velhos conhecidos da polícia e foram transferidos em meio a Operação Torre

Antônio Dias e Eric Argolo, conhecidos como Colorido e Loirinho, respectivamente
Antônio Dias e Eric Argolo, conhecidos como Colorido e Loirinho, respectivamente |  Foto: Reprodução | Redes Sociais

Os dois elementos que foram transferidos do Complexo Penitenciário de Salvador para o presídio de segurança máxima de Serrinha, no nordeste baiano, eram integrantes da cabulosa facção Bonde do Maluco (BDM). Os 'malocas' trocaram de prisão devido ao cumprimento da segunda fase da Operação Torre, que gerou nesta terça-feira (11).

Segundo furo obtido pelo Portal A TARDE, os elementos se chamam Antônio Dias de Jesus, o 'Colorido', e Eric Santos Argolo, conhecido pelo vulgo 'Loirinho'. Na primeira etapa da Operação Torre, em revistas feitas nas celas da unidade prisional, foi apreendido um celular que Colorido usava pra trocar ideia com outros presos e com outros crias que estavam na pista.

Em maio deste ano, o bandido e mais outros dois suspeitos foram os alvos principais da Operação Hégira. Eles também são ligados a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), que também possui atuação e grupos aliados em um montão de estados do Brasil, incluindo a Bahia.

Colorido

Apontado como o traficante mais barril da Região Metropolitana de Salvador (RMS), Colorido já foi em cana no estado de São Paulo, em junho de 2015. Ele já fez parte do Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), sendo o antigo '10 de Ouros'.

Na ocasião, ele tinha na costas um bocado de mandados de prisão em aberto por homicídio, tentativa de homicídio, extorsão seguida de morte e tráfico de drogas. Ainda era tido como mentor intelectual de vários homicídios e crimes contra instituições financeiras na RMS.

Investigações apontam que ele estaria vinculado a crimes contra instituições financeiras nos municípios de Governador Mangabeira, Gandu, Araçás, Riachão do Jacuípe, Entre Rios, Berimbau, Pojuca, Mata de São João e Esplanada.

Loirinho

Eric Santos Argolo, o 'Loirinho', também é um velho conhecido polícia. Em julho de 2017, ele e outros sete elementos teriam participado da chacina ocorrida no bairro do Engenho Velho da Federação. Na ocasião, foram mortos a tiros Alexander Patrick Silva dos Santos, Reinaldo Cardoso dos Santos, Luciano de Souza Santos Filho e Jacson Ramos de Almeida.

A polícia atribuiu o quádruplo homicídio à ligação com o tráfico de drogas. Além de Loirinho, participaram do crime Luciano de Jesus Mota, conhecido como Benga; Alessandro Nunes Mercês, o Leozinho; Matheus Roberto Costa Souza, o Boca Preta; Mavérique Souza da Silva, o Maver; Wiliam dos Santos Santana, o Lacoste; Antônio Paulo de Jesus Silva Júnior, o "Magaiver"; e Adílio de Oliveira Ribeiro

exclamção leia também