26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

São 400 milhos grandes - 26/03/2024, 17:09 - Cássio Moreira

Votação de empréstimo do governo Jero é adiada na Alba

Falta de quórum derrubou sessão desta terça-feira (26)

Plenário da Alba sem deputados para votação
Plenário da Alba sem deputados para votação |  Foto: Cássio Moreira/Portal Massa!

Prevista para acontecer nesta terça-feira (26), a votação do Projeto de Lei que prevê autorização para que o governo da Bahia pegue um empréstimo de R$ 400 milhões não rolou por falta de quórum na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

A sessão começou com alguns gatos pingados no Plenário. A bancada de oposição, entretanto, pediu a verificação de quórum nas manhas, o que chegou a gerar uma treta entre o líder da turma, Alan Sanches (União Brasil), com o deputado governista Zé Raimundo (PT), que comandava a sessão. Após um pequeno bate-boca, Zé declarou encerrada a sessão.

Logo após o fim do corre no Plenário, o líder do governo Jerônimo Rodrigues (PT), Rosemberg (PT), descartou qualquer B.O maior por causa do episódio, e disse que a bancada de oposição não conseguiu impor uma derrota ao grupo, já que a votação deve rolar na quarta (27).

“Não é que 11 deputados marcaram presença, nós tínhamos 45 deputados que marcaram presença. O deputado Alan pediu a verificação de quórum fora do horário combinado, porque não se pede verificação de quórum no pequeno expediente, os deputados estão acostumados a chegar aqui por volta de 15h30, o horário das representações partidárias e do grande expediente, que é uma tradição na Casa, e ele usou essa verificação de quórum e com isso só 11 deputados tiveram tempo de chegar no plenário”, explicou o petista, que continuou.

Rosemberg foi um dos poucos que esteve presente na Casa
Rosemberg foi um dos poucos que esteve presente na Casa | Foto: Cássio Moreira/Portal Massa!

“Então foi por isso, mas é natural do jogo, não tinha nada que não pudesse ser votado amanhã ou na próxima terça-feira. Eu tinha um acordo. Eu ia lá pra votar o projeto do Ministério Público, infelizmente isso não aconteceu. Não tem nenhum projeto, assim, com muita necessidade de tempo pra se votar”, afirmou o deputado.

“Amanhã tem sessão, se tiver, obviamente, quórum, pauta amanhã. Se não, não faz nada desse jeito. Ele (Alan Sanches) aproveitou de um artifício que não é pra ser utilizado”, completou Rosemberg.

O empréstimo em questão é para a utilização de recursos no Plano Plurianual e nos orçamentos na segurança pública do estado. A urgência da votação foi aprovada na última semana.

exclamção leia também