26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Irregularidades - 21/03/2024, 11:40 - Da Redação- Atualizado em 21/03/2024, 12:50

Vereadores denunciam aulas suspensas em escolas de Feira; veja

Professores da rede municipal da cidade planejam greve

Centro Municipal de Educação Infantil João Serafim, no bairro Parque Ipê, na cidade de Feira de Santana
Centro Municipal de Educação Infantil João Serafim, no bairro Parque Ipê, na cidade de Feira de Santana |  Foto: Divulgação/Câmara Municipal

O Centro Municipal de Educação Infantil João Serafim, no bairro Parque Ipê, na cidade de Feira de Santana, embora recém-reformado, encontra-se sem merenda, professores e com aparelhos de ar-condicionado quebrados, segundo informações da vereadora Lu de Ronny (MDB). Em pronunciamento na Câmara, a edil alegou que a unidade, que recebe crianças de dois a cinco anos, está com as aulas suspensas.

De acordo com o vereador Silvio Dias (PT), a Escola Municipal Maria Andiara da Silva Santos, na comunidade Barra, distrito de Jaguara, também está com aulas suspensas. “Os pais se queixam que a escola só tinha aula duas vezes por semana e agora parou de vez”.

Professores da Rede Municipal de Ensino decidirão, nesta quinta-feira (21), em assembleia promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia-APLB, a respeito de uma greve da categoria. Entre as pautas, estão a reserva de carga horária de professores do REDA, reformulação do plano de carreira e pagamento dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Para o vereador Jhonatas Monteiro (PSOL), que preside a Comissão de Educação do Legislativo, a possível greve “é legítima e revela a insatisfação de quem é profissional da educação e sofre com as inadequadas condições de trabalho e carreira”.

Governistas comentam pauta

Líder da base governista na Câmara, o vereador José Carneiro (MDB) manifestou interesse de averiguar as denúncias sobre as condições das duas escolas municipais mencionadas. Seu colega de bancada, Paulão do Caldeirão (PSC), disse que as aulas serão retomadas em breve na escola do povoado de Barra, pois uma nova professora foi contratada e apresentada à comunidade escolar.

Sobre a possibilidade de greve dos docentes, Caldeirão comentou que a situação é preocupante, visto que a paralisação “afetaria diretamente o planejamento de diversas famílias feirenses que necessitam deixar os filhos na escola enquanto os pais e responsáveis estão em seu trabalho”.

Lulinha (UB) falou dos “investimentos na educação municipal, com a entrega de escolas novas e reformadas pela Prefeitura”. Citou como exemplo a Eurides Franco Lacerda, na Conceição, “cujo antigo prédio foi demolido e uma nova estrutura construída no local, com dois pavimentos, oito salas de aula, auditório, brinquedoteca, biblioteca, sala de recursos para educação especial e quadra poliesportiva”. No Campo Limpo, acrescentou, a Escola Municipal Regina Vital, que também passou por uma transformação muito grande”.

exclamção leia também