28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Absurdo! - 01/09/2023, 19:26 - Larissa Falcão

“Serviçal de Coroné”, dispara marido de prefeita contra vereadora

O vereador e marido da prefeita de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, Josmar Barbosa (Republicanos), proferiu ofensas à vereadora Adriana Silva (Podemos)

Josmar Barbosa (Republicanos) e Adriana Silva (Podemos)
Josmar Barbosa (Republicanos) e Adriana Silva (Podemos) |  Foto: Reprodução/Internet

Marido da primeira mulher negra eleita prefeita de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, o vereador Josmar Barbosa (Republicanos) disparou ataques machistas e racistas contra uma vereadora negra da cidade. O vereador, que é marido da prefeita Eliana Gonzaga (Republicanos), teria proferido ofensas contra a vereadora Adriana Silva (Podemos). “A vereadora realmente é uma mulher negra, que nasceu na periferia, mas uma mulher negra de alma branca, serviçal de 'coroné' e que fala aqui o que mandam”, esbravejou

Segundo a vereadora agredida, as ofensas se deram após ela ter feito críticas ao governo da prefeita da cidade. E foi numa tentativa de defender sua esposa, que o vereador começou a atacá-la. “Este governo retirou dinheiro da cultura para pagar dívidas da gestão, está fazendo a reforma das casas totalmente desordenada, sem planejamento adequado, ainda não concedeu o ajuste salarial dos servidores municipais, não pagou às empresas prestadoras de serviço; (...) Todo esse caos sendo debatido na Câmara de Vereadores está incomodando o marido da prefeita, que chegou a esse extremo de ser machista e racista numa cidade como Cachoeira, e abomina esse tipo de atitude”, criticou a vereadora

A vereadora agredida repudiou a postura do vereador e companheiro da prefeita, e ainda relembrou de uma outra situação em que o político teria atacado uma outra mulher.

“Tais declarações são completamente inaceitáveis e contrárias aos princípios fundamentais de igualdade e do respeito. Sou uma mulher negra, filha de uma mulher negra, originária de um bairro periférico e de escola pública. Foi na escola que aprendi a ser uma mulher crítica e reflexiva, e por isso repudio o comentário maldoso e machista do vereador”, disse a vereadora, que ainda salientou: “este mesmo vereador atacou outra mulher em uma oportunidade anterior”, completou

exclamção leia também