26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Preso - 23/10/2022, 19:50 - Louise Batista - Atualizado em 24/10/2022, 07:29

Roberto Jefferson vai ver o “sol nascer quadrado”

A prisão aconteceu depois do ex-deputado desrespeitar ordem do STF, se recusar se entregar e atirar em agentes da PF

Roberto se rende e é preso
Roberto se rende e é preso |  Foto: Reprodução

Após atingir dois agentes federais com tiros e passar oito horas se recusando a cumprir uma ordem de prisão do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Jefferson se rendeu e foi preso na noite deste domingo (23). A rendição contou com a participação do Ministro da Justiça, Anderson Torres, e do ex-candidato à presidência da República Padre Kelmon.

Veja o momento em que Roberto Jefferson se dirige para prisão.

O ex-deputado, aliado do presidente da República e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL), ao resistir ao mandado de prisão, ordenado pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, alvejou com um fuzil carros da PF e ainda jogou três granadas, ferindo dois agentes sem gravidade.

Os dois policiais atingidos foram o delegado Marcelo Vilella, ferido na cabeça e na perna, e a policial Karina Lino Miranda de Oliveira, de 31 anos, atingida na cabeça. Os agentes, feridos por estilhaços, foram encaminhados sem gravidades para um hospital da região e já tiveram alta.

Após encaminhar Roberto Jefferson à sede da Policia Federal, no Centro do Rio de Janeiro, ao Instituto Médico Legal, para exame de corpo de delito, e para Bangu 8, Moraes se manifestou no Twitter:

Entenda o caso

Desde de janeiro desde ano, um inquérito sobre uma organização criminosa que atenta contra o Estado Democrático de Direito foi instaurado e determinou a prisão domiciliar de Roberto Jefferson. Mesmo em casa, o ex-deputado passou orientações a dirigentes do PTB, usou as redes sociais, recebeu visitas, concedeu entrevista e compartilhou fake news contra o STF e seus ministros, esta última inclui uma ofensa contra a ministra Cármem Lúcia.

Por conta dessas atitudes, que foram consideradas como descumprimento de várias medidas já estabelecida na prisão domiciliar, Alexandre de Moraes revogou a prisão domiciliar e determinou sua volta à prisão com medida decretada no último sábado (22). Os policias ao cumprir a ordem de prisão foram atacados por Roberto Jefferson, que ainda postou vídeo comemorando o feito.

Apesar de revidar o ataque, a PF não invadiu a casa do ex-deputado. Com isso, iniciou uma negociação de oito horas que contou com a presença do Ministro da Justiça, Anderson Torres. Os apoiadores de Jair Bolsonaro ficaram na porta de Roberto Jefferson e ainda ofenderam a imprensa que estava no local, resultando em uma agressão a um repórter cinematográfico de uma filial da Rede Globo.

Repórter cinematográfico de afiliada da TV Globo é agredido
Repórter cinematográfico de afiliada da TV Globo é agredido | Foto: Reprodução

A ofensa

Além de descumprir as medidas já acordadas pelo STF durante a prisão domiciliar, a gota d’agua para o ministro Alexandre de Moraes foram as ofensas dirigidas a também ministra, Cármem Lucia. O conteúdo, repudiado pelo presidenciáveis Luis Inácio Lula da Silva, Jair Bolsonaro e pelo pedetista Ciro Gomes, contém palavras de baixo calão que ofende a honra da ministra. Confira o vídeo!

exclamção leia também