32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Prejuízo irreparável - 06/09/2023, 19:46 - Larissa Falcão

"Prejuízo incalculável, famílias destruídas", diz FUP sobre Lava-Jato

Deyvid Bacelar destaca perda de 4,4 milhões de empregos e mais de R$ 150 bilhões em impostos e salários

Estaleiro enseada Paraguaçu, em Maragojipe, foi uma das obras interrompidas pela lava-jato
Estaleiro enseada Paraguaçu, em Maragojipe, foi uma das obras interrompidas pela lava-jato |  Foto: Divulgação

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) repercutiu a decisão revelada na manhã desta quarta-feira (6), em que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, anulou as provas obtidas por meio do acordo de leniência da construtora Odebrecht, enfatizou que a prisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi “um dos maiores erros judiciários da história do país”.

O coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar, comentou a decisão e ressaltou que a entidade sempre denunciou os prejuízos causados pela operação e pelo acordo firmado no âmbito da operação Lava Jato e que resultou na prisão do então ex-presidente Lula. Segundo a FUP, a operação foi responsável pela perda de 4,4 milhões de empregos perdidos, principalmente nos setores de petróleo e gás, e construção civil.

“O prejuízo para o país foi incalculável! Foram milhões de pessoas desempregadas, famílias destruídas. Ao bloquear atividades de fornecedores e suspender obras públicas, a Lava Jato abalou a estrutura de vários setores no país. O desemprego em massa atingiu fortemente o varejo, por exemplo”, ressalta Bacelar.

Estudo do Dieese, feito em 2021, revelou que a Lava Jato custou 3,6% do PIB; deixou de arrecadar R$ 47,4 bilhões de impostos e R$ 20,3 bilhões em contribuições sobre a folha, além de ter reduzido a massa salarial do país em R$ 85,8 bilhões.

Bacelar destaca o fato de a extrema-direita, historicamente, utilizar-se do discurso ‘anticorrupção’ para manipular a opinião pública. “É lógico que ninguém é a favor da corrupção. Mas eles se utilizam desse discurso sem aprofundar o debate sobre suas reais intenções, sobre seus projetos", fala ele, que completa “Contra o presidente Lula nunca houve provas, a prisão dele foi política, foi um projeto de poder, em conluio com setores do judiciário. A cada dia que passa esse fato fica mais evidente.”

exclamção leia também