25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Tão na bronca - 30/03/2023, 11:31 - Da Redação

Pesquisa: 70% dos brasileiros culpam Bolsonaro por atos de janeiro

Por outro lado, 39% dos participantes indicaram uma parcela de responsabilidade para o atual presidente

Bolsonaro deixou cargo em janeiro
Bolsonaro deixou cargo em janeiro |  Foto: Arquivo/Agência Brasil

Após 89 dias, o ex-presidente Jair Bolsonaro retornou ao Brasil. Uma pesquisa feita pela Ipsos em janeiro, com 600 entrevistados em todo o país, apontou que a população deseja que o político seja responsabilizado pelo atos em Brasília, no dia 08 de janeiro.

Para 70% da população, o ex-presidente Jair Bolsonaro tem responsabilidade pelos fatos. Por outro lado, 39% dos participantes indicaram uma parcela de responsabilidade para o atual presidente, Luís Inácio Lula da Silva. Já o Supremo Tribunal Federal (STF) foi apontado por 48% dos respondentes. Nesta questão, os entrevistados poderiam indicar mais de uma resposta, por isso a soma dos resultados é superior a 100%.Desaprovação81% da população brasileira não aprova as manifestações de 08 de janeiro. Apenas 18% dos participantes responderam que aprovam o ato e 1% não soube responder.Perspectivas de novos atos

Sete em cada dez brasileiros (70%) demonstraram preocupação com a possibilidade de novos atos do tipo ocorrerem no país, enquanto 23% das pessoas não acreditam que eventos do tipo podem acontecer novamente e 7% não souberam responder.Pesquisa avalia gestão

A pesquisa feita pela Ipsos em janeiro também demonstra que a população carrega grande desaprovação pelo seu mandato. Apenas 14% dos respondentes acreditam que o ex-presidente fez um ótimo mandato, enquanto 16% acham que foi bom. Outros 15% disseram que o governo foi regular, enquanto 10% acham que foi ruim. Por fim, 42% opinaram que o governo foi péssimo. Só 2% não souberam responder.Governo LulaCinco em cada dez brasileiros (50%) acreditam que o governo Lula fará uma administração positiva nos próximos anos.Entre os entrevistados, 23% afirmaram que o governo será ótimo. Outros 27% acreditam que o governo será bom. Já 17% dos respondentes acreditam que o governo será regular.

Do outro lado, 9% dos entrevistados acreditam que o governo será ruim e 17% acham que será péssimo. Por fim, 8% não souberam responder.

Sobre a pesquisa

A Ipsos entrevistou, de forma on-line, 600 pessoas maiores de 18 anos, em uma amostra nacional das cinco regiões do país (sul, sudeste, centro-oeste, norte e nordeste), no dia 10 de janeiro de 2023. A margem de erro é de 4 pontos percentuais.

exclamção leia também