27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Reforma no teatro - 01/03/2024, 18:30 - Cássio Moreira

"O TCA conjuga amores", afirma secretário Bruno Monteiro

Titular da Cultura participa de ato de assinatura para início das obras

Governo autoriza início da reforma no TCA
Governo autoriza início da reforma no TCA |  Foto: Cássio Moreira/Portal MASSA!

Alma cultural do povo baiano, o Teatro Castro Alves (TCA) receberá uma reforma de responsa a partir da próxima segunda-feira (4). As cadeiras da sala principal vão dar lugar aos tapumes e aos operários das obras, que devem ser concluídas em 24 meses. O secretário estadual de Cultura, Bruno Monteiro, ressaltou a importância do equipamento para as artes e para a sociedade baiana.

"Não estamos falando somente de um prédio. O que dá vida e sentido é justamente as pessoas que constroem e fazem essa história acontecer. Aqui é um equipamento que ao longo de 57 anos move amores, paixões, sentimentos afetivos de pessoas que já passaram por aqui e com certeza tem muita história para contar, de algum show, de algum espetáculo. O TCA conjuga amores", destacou o titular da Secult.

A previsão inicial é de cerca R$ 160 milhões investidos nas obras, que serão tocadas por uma empresa vencedora do processo de licitação, com possibilidade de chegar a até R$ 250 milhões. A sala principal do teatro passará por uma modernização, além da requalificação do jardim suspenso e intervenções em áreas como salas administrativas e dependências dos corpos artísticos. A reforma surge após um incêndio atingir o equipamento em 2023.

Presente no evento, o presidente da Conder, José Trindade, ressaltou que não só a classe artística será beneficiada com a reforma, mas a sociedade baiana como um todo.

“Não só a classe artística da Bahia, mas toda a sociedade, a cultura da Bahia e do Brasil, terá esse novo Teatro Castro Alves daqui a 24 meses, pronto e reformado, para que a gente tenha grandes espetáculos aqui”, pontuou.

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) aproveitou sua fala para fazer um chamado de participação de geral, além de garantir transparência para a população durante o período de obras.

"Não é qualquer obra. Não existe qualquer obra, toda obra requer um cuidado, mas essa, além do seu tombamento, é o valor que tem aqui dentro desse patrimônio [...] É um esforço de resistência muito grande. Nós não vamos deixar a sociedade sem as informações, vamos fazer atos culturais. Eu vou querer com que a gente possa fazer uma agenda de mobilização cultural durante a obra. A sociedade vai compreender", afirmou Jerônimo.

exclamção leia também