29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Na bronca! - 22/08/2023, 19:07 - Cássio Moreira- Atualizado em 22/08/2023, 19:30

"Não teve transparência", detona Marta Rodrigues sobre empréstimo

Vereadora da oposição pega ar com aprovação de pedido de empréstimo milionário

Vereadora da oposição não engole aprovação de empréstimo e cobra transparência
Vereadora da oposição não engole aprovação de empréstimo e cobra transparência |  Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Salvador

A vereadora Marta Rodrigues (PT), da bancada de oposição da Câmara Municipal de Salvador (CMS), ficou 'na bronca' com a aprovação da autorização do empréstimo de R$ 300 milhões para a Prefeitura, em votação nesta terça-feira (22). Segundo a petista, faltou transparência por parte do Palácio Thomé de Souza sobre o uso da grana.

Urgente! Câmara de Salvador aprova empréstimo milionário de Bruno Reis

“Não demos cheque em branco”, dispara Muniz sobre empréstimo pra Bruno

Líder do governo Bruno Kings vibra com empréstimo à gestão

“A gente não teve transparência. Esse foi o meu voto na Comissão de Finanças e Orçamento de Fiscalização, e quando a secretária (Giovanna Victer) esteve aqui, uma das perguntas que eu fiz para a secretária foi justamente isso. Mobilidade onde, secretária? Qual é a parte da cidade que vai ser contemplada? Infraestrutura. Onde vai ser? Ela respondeu, tá aí gravado, só a gente pegar e olhar, que ia ter alteração nas peças orçamentárias que a gente tinha recebido. Aí eu perguntei a ela sobre o túnel. Ela também não respondeu, então foi um pouco assim, sem muita transparência, para que nós pudéssemos entender para onde vai a destinação de cada orçamento", disparou Marta Rodrigues.

"Falei também, perguntei a ela, que foram mais de 800 e poucos milhões que estão na LOA, a Lei Orçamentária Anual, e que só foram executados 9,73 % desse valor. E aí chega um outro pedido de operação de crédito. A Prefeitura tem margem, mas a gente precisa entender e bota como garantia o que para isso aí? O IPTU, o ISS, o ITV, que a gente sabe que eles colocaram aí para ter como garantia", completou.

A vereadora ainda reclamou da rejeição da única emenda ao projeto apresentada pela bancada de oposição, de autoria do também petista Arnando Lessa.

"O papel nosso é de fiscalizar. Ainda tem a emenda do Executivo. Por que isso não veio no texto? Se você vai mandar um projeto de orçamento que você já sabe pra onde vai, teria que vir indicando isso [...] Nosso papel é aperfeiçoar. A única emenda da oposição foi rejeitada", afirmou.

exclamção leia também