27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Na atividade - 21/03/2024, 15:22 - Cássio Moreira e Anderson Orrico

Jerônimo revela critérios para obras do PAC na Bahia

Estado vai receber obras de duplicação de estradas federais

Jerônimo ao lado da ministra de da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck
Jerônimo ao lado da ministra de da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck |  Foto: Cássio Moreira/Portal Massa!

Durante a assinatura do acordo de cooperação para viabilizar a implementação do Programa Nacional de Gestão e Inovação na Bahia, nesta quinta-feira (21), Jerônimo Rodrigues destacou como são escolhidas as prioridades para investimento do PAC no estado.

“Nós temos hoje uma política prioritária que coaduna com o que estou fazendo, que é o PAC. Na Infraestrutura, nós temos, por exemplo, estradas BRs federais aqui na Bahia que não são duplicadas, a 101, a 242, a 116. Então nós priorizamos a infraestrutura federal para chegar até nós. E o PAC fez essa forma de diálogo. Então nós temos agora a possibilidade de ampliar a quantidade de estradas federais sendo duplicadas”, disse o governador, que aproveitou para lembrar em em Pernambuco as estradas são duplicadas, mas na parte da Bahia é uma pista só.

Além desse setor, Jero também listou mais algumas prioridades do seu governo para melhorar a vida dos baianos.

“Outra infraestrutura de água, de ferrovia, estrutura de transmissão de energia renovável, como a eólica solar. Os leilões todos estão acontecendo, se pensarmos na relação com o governo federal, é para isso que serve uma parceria como essa. Você fazer a transferência dos recursos através de um sistema mais ágil, a prestação de conta, a informação do sistema de como nós estamos executando isso, de uma forma mais ágil e até mais transparente, a democracia sendo respeitada”, pontuou.

Para completar, o governador lembrou de todos os investimentos que a Bahia vem recebendo, tanto do governo Federal, quanto do Estadual.

“Se pensarmos na origem dos recursos federais, foi isso. Agora, o anúncio do PAC com a obra na área de saúde, na área de educação, tudo isso valoriza bastante a geração de emprego, o atendimento. Nós também estamos com investimentos muito fortes na área, por exemplo, de educação, ampliar a quantidade e a qualidade das nossas escolas, no modelo de educação integral, a rede de hospitais e policlínica. A prioridade é feita com base naquilo que a gente pode dizer, senhor, nós fomos eleitos para poder responder à demanda, principalmente daqueles que mais precisam”, finalizou.

exclamção leia também