28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Para todos - 15/12/2023, 13:06 - Cássio Moreira e João Grassi

Jerônimo garante que governa o estado "sem estrela no peito"

Governador afirma que interesses políticos não podem estar acima dos cuidados com a população baiana

Coletiva de Jerônimo no Jardim dos Namorados, em Salvador
Coletiva de Jerônimo no Jardim dos Namorados, em Salvador |  Foto: Cassio Moreira/Jornal MASSA!

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) discursou nesta manhã de sexta-feira (15), durante a coletiva sobre o plano de ações para os municípios baianos atingidos pela forte estiagem, no Jardim dos Namorados, em Salvador.

"Eu quero aproveitar a oportunidade para dizer que eu estou sim preocupado com o nosso nome em Salvador, mas eu estou cuidando junto com os partidos políticos que me acompanham de 417 municípios. Nós não vamos deixar nenhum de fora do nosso olhar. Nenhum. E às vezes quando você mete em um xandreiro de Salvador, o partido que está ali com o interesse de indicar o nome, ele ou os outros também têm interesse em outros municípios", iniciou.

Jerônimo garantiu que está de olho em diversas regiões do estado, e explicou que os interesses políticos não podem estar acima do cuidado com a população baiana.

"E como é só Salvador, depois Conquista, depois Feira, existe movimentação, é um tablado que você puxa a outros municípios. Eu espero que a gente dê conta de, num conselho político, resolver isso ainda este ano. E quero reforçar que eu também estou de olho no extremo sul, no oeste e no norte, na chapada, na região metropolitana. Então, a passada nossa é a passada firme. Eu não vou deixar o vácuo tomar conta do nosso grupo político, demorando muito tempo para tomar decisões, mas eu tenho responsabilidade", garantiu o governador.

Petista e com "história" na sigla, o gestor estadual afirma que não governa "com estrela no peito", referindo-se ao símbolo do PT, uma estrela vermelha. Ele bateu na tecla de que não irá se fechar para nenhum grupo político e que irá fazer "governança como pais e mães com 10 filhos".

"Todo mundo sabe que eu sou do PT, eu tenho história nele, mas eu não estou governando com estrela no peito. Tenho diversos partidos políticos que me pedem na condição de governador, eu tenho que olhar para todos. Eu tenho que fazer a governança como os pais e as mães fazem, pai e mãe que tem 10, 11 filhos e olham para todos", finalizou.

exclamção leia também