28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Novidades - 07/12/2023, 19:12 - Da Redação

Jero sanciona lei que isenta IPVA em carros elétricos em evento da BYD

Governador também apresentou os novos investimentos do Governo Federal

Além de apresentar os novos investimentos do Governo Federal, o governador também sancionou a lei de isenção do IPVA
Além de apresentar os novos investimentos do Governo Federal, o governador também sancionou a lei de isenção do IPVA |  Foto: Mateus Pereira / GOVBA

O governador Jerônimo Rodrigues anunciou, nesta quinta-feira (7), os investimentos do Governo do Estado para o município de Camaçari, na Bahia, sendo parte deles, impulsionados pela instalação da BYD. Além disso, o governador sancionou a lei que isenta o IPVA de veículos elétricos de até R$ 300 mil, e estabelece em 2,5% do imposto para veículos elétricos de valor superior.

Jerônimo também autorizou a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) a iniciar obra de recuperação da atual ponte sobre o Rio Jacuípe, no trecho da BA-512, entre Jordão e Monte Gordo, com recursos de R$ 329 mil. Na oportunidade, ainda foi iniciada a licitação para a construção de uma nova ponte, em substituição à atual, com extensão de 76 metros e investimento de R$ 6,9 milhões. Os atos aconteceram durante evento, no município, que reuniu empresários dos setores de petroquímica, química e de serviços.

O governador petista destacou as expectativas para o desenvolvimento econômico e social da região, a partir da instalação da BYD no município, para a produção de veículos elétricos e híbridos, caminhões, ônibus e outros insumos. “Viemos aqui hoje apresentar um cardápio de investimentos que já vem acontecendo em Camaçari, preparando a cidade para dinamizar a sua economia e gerar renda. Estamos em diálogo com a comunidade, e queremos que todos os setores estejam preparados para o desenvolvimento que virá”, ressaltou.

Acompanharam a reunião os secretários da Casa Civil, Afonso Florence; de Relações Institucionais, Luiz Caetano; do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães; representantes da BYD, da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) e do Comitê Organizacional da cidade, que apresentou sugestões para as autoridades presentes.

Desenvolvimento

A vice-presidente global da BYD, Stella Li declarou que a obra para a construção das plantas terá início em fevereiro de 2024, e que a previsão é de que, no mesmo ano, comecem a ser montados os primeiros veículos na unidade baiana. A produção na fábrica está prevista para começar em 2025, com nova perspectiva de 300 mil veículos produzidos por ano.

"Vamos começar em breve os processos de qualificação e seleção, e tenho uma mensagem muito clara: estejam preparados. Não só para a estrutura de funcionários e mão de obra para a fábrica, mas para dispor de bons restaurantes, bons hotéis. Teremos uma oferta de 10 mil empregos diretos e indiretos", declarou Stella Li, que pontuou os planos da BYD em investir em pesquisa e intercâmbio de estudantes na China.

O secretário da Casa Civil, Afonso Florence falou sobre a abrangência dos investimentos já realizados ou em andamento na cidade, que somam mais de R$ 533 milhões, como a ampliação da rede de saúde, educação e segurança pública. “Os investimentos do Governo do Estado, em curso e recém-inaugurados, contabilizam centenas de entregas em infraestrutura, e permitem provimento de política pública e a competitividade da economia”, enfatizou.

O conselheiro da BYD, Alexandre Baldy, falou sobre o projeto da empresa chinesa em Camaçari, explicando os detalhes técnicos e operacionais das fábricas que serão instaladas no município. Ele destacou os diferenciais competitivos e ambientais dos veículos elétricos e híbridos produzidos pela multinacional, que têm baixo consumo de energia, alta autonomia, baixa emissão de ruídos e zero emissão de poluentes.

Diálogo permanente

Quatro representantes de diferentes segmentos da sociedade de Camaçari entregaram ao governador cartas com as demandas e as propostas de seus respectivos grupos de trabalho. Os documentos tratam de questões relacionadas à esfera empresarial, laboral, de infraestrutura e social, como a geração de emprego e renda, a qualificação profissional, a mobilidade urbana, a preservação ambiental, a participação popular, entre outras.

exclamção leia também