32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Maior do país - 04/03/2024, 14:59 - Cássio Moreira

Jero e ministra da Saúde inauguram Hospital Ortopédico do Estado

Equipamento é o maior do país voltado para a ortopedia

Inauguração contou com a presença dos ministros Rui Costa e Nísia Trindade
Inauguração contou com a presença dos ministros Rui Costa e Nísia Trindade |  Foto: Foto: Rafaela Araújo/Ag. A Tarde

A partir desta terça-feira (5), baianos de todas as partes vão contar com o Hospital Ortopédico do Estado, o maior do país voltado para a ortopedia, ligado ao Sistema Único de Saúde (SUS). Na inauguração, que rolou nesta segunda (4), estiveram presentes autoridades como o governador Jerônimo Rodrigues (PT), a ministra da Saúde, Nísia Trindade, e o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT).

Idealizador da obra quando era governador, o agora cabeça da Casa Civil, Rui Costa, fez questão de lembrar de como surgiu a ideia de construir a unidade, que fica localizada no bairro do Cabula, em Salvador.

"Relembrei com Jerônimo a primeira vez que estive aqui, ele tinha sinalizado essas instalações para construir uma escola, tudo cheio de mato. Eu disse que além da escola, nós vamos fazer aqui um hospital de ortopedia. Eu me sinto orgulhoso por ter ajudar na eleição de Jerônimo e que ele está com o coração e a alma cuidando das pessoas", afirmou o ministro.

Corte de recursos na UFBA

Rui Costa ainda negou que o corte de R$ 13 milhões em recursos para a Universidade Federal da Bahia (UFBA) tenha sido orquestrado pelo governo federal. Segundo o cabeça da Casa Civil, o Congresso foi responsável pela redução ao discutir o orçamento para 2024.

"O orçamento preparado pelo MEC não continha nenhum corte de recursos nas universidades federais. Eventuais ocorreram nas definições das prioridades dadas pelo Congresso. Outras áreas também tiveram redução de valor com relação ao que o Executivo propôs", disparou.

O hospital

São 212 leitos, sendo 30 deles de UTI. O hospital também conta com 13 salas cirúrgicas, 17 consultórios de ambulatório, além de um Centro de Reabilitação e um Centro de Ensino e Pesquisa. A expectativa é de que 290 mil atendimentos sejam realizados por ano, com cerca de 15 mil cirurgias anuais. Tudo isso foi possível com um investimento de R$ 224.292.442,80. A gestão do hospital será realizada pela Sociedade Brasileira Albert Einstein.

"Tudo isso dentro de uma proposta de um novo conceito de gestão especializada em ortopedia no estado da Bahia. Conduzida pelo Einstein dentro da gestão, mas coordenada integralmente pela Secretaria de Estado da Bahia. Essa concepção vem para a gente enfrentar os principais números da regulação de ortopedia, em um proposta casada com a ação de educação, formação, ensino e pesquisa", pontuou a secretária estadual de Saúde, Roberta Santana.

Aspas

Essa concepção vem para a gente enfrentar os principais números da regulação de ortopedia, em um proposta casada com a ação de educação, formação, ensino e pesquisa

Roberta Santana, secretária estadual de Saúde

Já a ministra da Saúde, Nísia Trindade, afirmou que o hospital passa a ser uma grande referência para o tratamento ortopédico.

"Esse hospital passa a ser, não só em números de leitos, mas por tudo, uma grande referência para o tratamento de músculo ortopédico, a reabilitação de uma forma muito integrada [...] É um momento de esperança e de avançar mais ainda no SUS.

O governador Jerônimo Rodrigues enalteceu, durante a coletiva de imprensa, a parceria com o Einstein, além da utilização do equipamento para pesquisa e residência médica.

"Essa é uma área que tem evoluído em tecnologia. O Einstein trará, junto com o atendimento e assistência dos pacientes, teremos aqui um arcabouço de unificar a assistência com pesquisa, com ensino, residência", iniciou Jero, que ainda anunciou que os clubes de futebol poderão contar com o hospital para o tratamento de atletas e ex-atletas.

exclamção leia também