31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Violência política! - 29/10/2022, 15:24 - Jade Oliveira

Idoso é agredido por bolsonarista em transporte por aplicativo

Motorista é apoiador do presidente Jair Bolsonaro. Caso aconteceu em Salvador

Marcas no corpo é fruto da intolerância política
Marcas no corpo é fruto da intolerância política |  Foto: Arquivo Pessoal

Por João Guerra

A volta para casa depois de um almoço com amigos na última quarta-feira, 26, virou motivo de terror para um servidor público aposentado de 67 anos, que foi agredido em consequência de uma discussão sobre política.

De acordo com o aposentado, ele almoçou com um grupo de amigos no Ogunjá e, ao final do encontro, um deles pediu um Uber com quem ele foi de carona para casa. O idoso se sentou no bando de trás e o seu amigo no banco de carona, quando o motorista começou a puxar assunto com os passageiros. O tema da conversa, narra a vítima, “descambou para a política”.

“Ele começou a forçar uma situação para que a gente se posicionasse. Passou a ser cada vez a ser mais incisivo sobre o assunto. O meu colega tentou desconversar e pediu que a gente falasse de outro assunto, de futebol ou de qualquer outra coisa. Mas ele voltou a falar de política e começou a nos ofender”, conta o idoso.

Segundo o aposentado, as ofensas começaram porque o motorista do Uber viu que ele e o amigo “não estavam dando trela” para a defesa que o condutor fazia do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Eu e o meu colega contestamos uma coisa ou outra do que ele estava falando e chegou em um momento que ele mesmo dirigindo se virou para o bando de trás e me perguntou: ‘e você aí, vota em quem?’, eu respondi: ‘voto em Alckmin’ [candidato a vice-presidente na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)]. Falei isso para encerrar a conversa e não citar o nome de nenhum candidato a presidente”, conta o ex-servidor público.

Mas o motorista, após isso, começou a ofender pessoalmente o passageiro do banco de trás, dizendo que quem votava com Lula era imbecil. “Quando começou a me ofender pessoalmente eu revidei. Ele disse que ia me fazer descer do carro”.

O idoso narrou que quando estava próximo da Delegacia Territorial dos Barris, o motorista parou o carro, abriu a porta de trás e o esmurrou no rosto. “Depois do soco, ele me puxou com tudo de dentro do carro. Tenho 67 anos, sou um cara pequeno, de 60 quilos, e não tinha como me defender. Para não seguir tomando socos, segurei a camisa dele e não larguei de jeito nenhum”.

Após isso, quando o seu amigo enfim conseguiu sair do carro para poder tentar separar a briga. De acordo com o aposentado, pessoas que estavam assistindo à situação seguraram ele e não o seu agressor. “Enquanto eles me seguravam, eu questionava ‘por que vocês estão me segurando e não ele que tá me batendo?’. Foi então que eu consegui me levantar e aí gravaram esse vídeo que está circulando nas redes socais no qual eu apareço ensanguentado”.

De acordo com o aposentado, ele está com o rosto machucado, com luxações na costas, no ombro, no peito, no quadril e no braço. Na quinta-feira, 27, ele procurou a Delegacia do Idoso para registrar a ocorrência, mas o sistema ficou fora do ar, mas nesta sexta-feira, 28, ele conseguiu fazer o boletim e teve a perícia autorizada para ser realizada neste sábado, 29, pela manhã.

O aposentado conta ainda que o seu amigo, que pediu a corrida no Uber, tentou entrar em contato com a plataforma para se queixar do motorista, mas a Uber já tinha bloqueado o seu amigo. “O motorista deve ter feito queixa ao aplicativo antes do meu amigo”.

Ele diz ainda que a sua família ficou bem assustada com a situação e, com o compartilhamento do vídeo no qual ele aparece ensanguentado após as agressões, conhecidos de outros países já tomaram conhecimento do assunto.

exclamção leia também