26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Sem papas na língua - 19/10/2022, 18:15 - Pedro Moraes

Em carta entregue a evangélicos, Lula critica uso eleitoral da fé

O ex-presidente foi até São Paulo para entregar carta de compromisso ao segmento

O ex-presidente do Brasil também comentou sobre o rival Bolsonaro
O ex-presidente do Brasil também comentou sobre o rival Bolsonaro |  Foto: Foto: Raphael Muller/Ag. A TARDE

A pouco mais de 10 dias da disputa do segundo turno, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cumpriu mais um dia de agenda, nesta quarta-feira, 19. Em São Paulo, o candidato à presidência da República a partir de 2023 se encontrou com lideranças evangélicas. Entre os aspectos abordados no seu discurso, ele não poupou críticas aos pastores que utilizam o poderio da Igreja para praticar posicionamentos políticos.

“A pessoa pode escolher o Bolsonaro, não tem problema. Mas as pessoas não podem mentir. Se o pastor quer fazer política, ele que vá para a rua fazer política. Mas não tire proveito do altar para fazer política”, apontou.

No evento, que contou com 230 convidados, sendo 100 pastores e pastoras de nove estados e de 30 nomeações distintas, o petista entregou a carta aos evangélicos, reiterou seu compromisso com a defesa da liberdade religiosa, reafirmou ser contra o aborto e defendeu a família.

Questionado sobre o caso em que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL), afirmou que “pintou um clima” com meninas de 14 e 15 anos da Venezuela, Lula soltou o verbo para cima do concorrente e o chamou de “psicopata e mentiroso”.

“E não é só ele (que é mentiroso). É a família inteira. A última coisa que ele fez foi aquela coisa contra as meninas da Venezuela. Ele não tem respeito pela família. A família são os filhos dele”, detonou o petista.

exclamção leia também