29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Exclusivo! - 29/02/2024, 15:33 - Cássio Moreira

"É assunto da Justiça", dispara presidente do PT sobre Bolsonaro

Éden Valadares fala ao Portal MASSA! sobre possível cana do ex-presidente

Dirigente petista defende que tudo seja feito dentro da lei
Dirigente petista defende que tudo seja feito dentro da lei |  Foto: Divulgação/Sergio Lima/AFP

"Bolsonaro não é mais assunto da política, mas da Justiça". É assim que pensa o presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, sobre os 'B.Os' do ex-cabeça branca do Palácio do Planalto. Os recentes avanços nas investigações da Polícia Federal sobre um esquema para dar um golpe de Estado após o resultado das eleições presidenciais de 2022 ligaram um sinal de alerta dentro do bolsonarismo para uma possível cana para Jair Bolsonaro.

Aspas

Nenhum brasileiro deve ser preso sem o devido processo legal

Éden Valadares

Em conversa exclusiva com o Portal MASSA!, nesta quinta-feira (29), o dirigente petista pregou que o ex-presidente da República, que ascendeu politcamente por meio do chamado 'antipetismo', seja investigado e julgado dentro da lei, diferente do que aconteceu, segundo Éden, com a também ex-presida Dilma Rousseff, alvo de um impeachment em 2016, e com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso em 2018.

Leia mais

Retado, Tiririca esculhamba Eduardo Bolsonaro: "Pegou meus votos"

"Nenhum brasileiro deve ser preso sem o devido processo legal. A prisão de Bolsonaro se dará, ou não, pelo trabalho das polícias, Ministério Público e Judiciário. Aos golpistas - sejam autores intelectuais, incentivadores, propagandistas, financiadores ou invasores - exigimos que o rigor da lei que foi nos negado nos casos de Dilma e Lula, seja assegurado a todos os envolvidos; que sejam investigados, denunciados, julgados, condenados e sentenciados, tendo todo amplo direito de defesa assegurado em cada fase do processo penal", disparou Éden.

Aspas

Bolsonaro não é mais assunto da política, mas da Justiça

Éden Valadares

O presidente do PT baiano ressaltou, entretanto, que a ideia de anistia aos que participaram da tentativa frustrada de golpe no dia 8 de janeiro de 2023, defendida publicamente por Bolsonaro, deve ir para a latinha de lixo. Ele também reforçou esperar o que ex-presidente, inelegível pela Justiça Eleitoral até 2030, seja julgado.

"Dito isso, a ideia de anistia defendida pelo inelegível Bolsonaro e seus seguidores é inconstitucional e deve ser contestada e descartada. Não há espaço para anistia, como não há para processo sumário. Que ele seja julgado, condenado e sentenciado conforme a lei. Bolsonaro não é mais assunto da política, mas da Justiça", afirmou o petista.

exclamção leia também