27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Em prática considera ilegal... - 20/10/2022, 13:05 - Everton Santos

Durante um culto em Salvador, Bolsonaro pede votos em chamada ao vivo

Bolsonaro lembrou que a Bahia é o quarto maior colégio eleitoral do Brasil e classificou como "monumental diferença" a distância que Lula (PT)

Jair Bolsonaro (PL) aproveitou um culto em Salvador para pedir votos de forma explícita a fiéis. O caso ocorreu na noite desta quarta-feira, 19. A prática é proibida pela legislação eleitoral.

O candidato à reeleição falou por cerca de cinco minutos, por meio de chamada telefônica de vídeo, que foi feita pelo deputado federal Otoni de Paula, do MDB do Rio de Janeiro, que estava presencialmente de encontro na Igreja Batista Filadélfia, no bairro da Caixa D'Água. A reportagem do A TARDE acompanhou o evento, que também foi transmitido nas redes sociais da igreja.

Bolsonaro lembrou que a Bahia é o quarto maior colégio eleitoral do Brasil e classificou como "monumental diferença" a distância que Lula (PT) conseguiu no estado, ao conquistar quase 70% dos votos no primeiro turno.

"A diferença de votos foi enorme. Três milhões e meio de votos a mais para o PT. Eu espero, aqui, que reduza essa monumental diferença. A Bahia está praticamente decidindo o futuro que quer para o Brasil. Peçam aos irmãos aí, aos amigos, que trabalhem, convençam pessoas que votaram do outro lado, mostre a verdade pra eles, o nosso João 8:32, se faça presente, pra gente reduzir essa diferença e compensar no restante do Brasil, para que a gente possa obter a vitória" disse o Bolsonaro, enquanto sua imagem era retransmitida num telão, no interior da igreja.

"Não queremos a volta ao passado, de corrupção, de descaso, e desgaste, corrosão para com as nossas famílias. É o que eu peço a vocês: empenho, trabalho pra gente diminuir essa diferença na Bahia", cobrou o presidente, que vai visitar o estado na próxima terça-feira, 25.

exclamção leia também