28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Saiu fora! - 27/11/2023, 17:33 - Da Redação- Atualizado em 27/11/2023, 18:28

Deputado federal Janones nega rachadinha: "Nunca recebi um real"

Áudio do político pedindo devolução de dinheiro vazou

André Janones faz parte do partido AVANTE
André Janones faz parte do partido AVANTE |  Foto: Vinicius Loures / Câmara dos Deputados

O deputado federal André Janones (AVANTE-MG) negou, nesta segunda-feira (27), a prática de rachadinha, esquema no qual servidores devolvem parte de seus salários aos parlamentares. A afirmação foi feita em nota divulgada após a divulgação de um áudio em que ele aparece pedindo parte dos salários de seus assessores na Câmara dos Deputados.

No áudio, Janones afirma que os servidores ajudariam o deputado a recompor seu patrimônio após a campanha eleitoral de 2016, quando disputou a prefeitura de Ituiutaba (MG).

"Algumas pessoas aqui, que eu ainda vou conversar em particular depois, vão receber um pouco de salário a mais. E elas vão me ajudar a pagar as contas do que ficou da minha campanha de prefeito. Porque eu perdi R$ 675 mil na campanha. 'Ah isso é devolver salário e você tá chamando de outro nome'. Não é. Porque eu devolver salário, você manda na minha conta e eu faço o que eu quiser", diz Janones.

Leia também

Áudio: Janones pede salário de servidores para pagar despesas pessoais

Assista! Queiroz debocha de 'rachadinha' de Janones: "Rachadona"

Na nota, Janones afirma que o áudio foi divulgado de forma "clandestina e criminosa" e que está "fora de contexto". O deputado também nega ter recebido um único real de assessor e diz que nunca enriqueceu com a política.

"Eu repito eu NUNCA recebi um único real de assessor, não comprei mansões, nem enriqueci e isso por uma simples razão, Eu NUNCA fiz rachadinha", concluiu Janones.

Após a divulgação dos áudios, a oposição anunciou que pretende acionar a Procuradoria Geral da República (PGR) e o Conselho de Ética da Câmara para buscar a cassação de Janones.

exclamção leia também