30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

O surto - 06/03/2024, 19:16 - Vitor Lyrio

Deputado bolsonarista vira réu após chamar colega de "satanista"

Deputado Gilvan da Federal (PL) atacou a também deputada Camila Valadão (PSOL) e se tornou réu por violência política

Deputado do PL atacou a deputada do PSOL quando ambos ainda eram vereadores
Deputado do PL atacou a deputada do PSOL quando ambos ainda eram vereadores |  Foto: Reprodução/Redes sociais

A Justiça Eleitoral do Espírito Santo condenou o deputado federal Gilvan da Federal (PL) por violência política de gênero contra a deputada estadual Camila Valadão, do PSOL, por conta ataques feitos durante o período em que ambos eram vereadores na Câmara da cidade de Vitória.

A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público e acolhida pela juíza eleitoral Heloísa Cariello no dia 28 de fevereiro, referente aos ataques que aconteceram em dezembro de 2021. Na ocasião, Gilvan, estava incomodado com a presença de professores no plenário e dirigiu ofensas à vereadora que tentava defender os profissionais.

Durante a discussão, Gilvan chamou a parlamentar de "satanista" e "assassina de bebês". Para o Ministério Público, estas declarações ultrapassaram todas as divergências políticas e deve sim ser considerada como agressão.

Com o recebimento da denúncia, o deputado poderá apresentar argumentos para tentar se 'explicar', juntamente a sua defesa. Após isso, o processo deve seguir para a fase de coleta de provas, e por fim, a Corte decidirá se condena ou não o deputado do PL pelos crimes apontados pelo Ministério Público.

Nas redes sociais, Camila expressou sua emoção com a decisão da Justiça Eleitoral de aceitar a denúncia, destacando que foi interrompida, desqualificada e insultada durante os ataques, sendo chamada de diversas ofensas por Gilvan.

"Nunca me calei diante dessas violências pois sempre tive certeza dos seus objetivos: impedir ou dificultar o pleno exercício político das mulheres, a partir da criação de um ambiente hostil, intimidador e degradante para nos excluir, silenciar e até desestimular a nossa participação política", disse a deputada através do seu Instagram.

exclamção leia também