25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Posse de Lula - 27/12/2022, 11:12 - Da Redação - Atualizado em 27/12/2022, 14:39

Como medida de segurança, Exército antecipa posse de novo comandante

General Julio Cesar de Arruda, escolhido por Lula, assumirá na sexta-feira (30)

General Julio Cesar de Arruda assumirá na sexta (30)
General Julio Cesar de Arruda assumirá na sexta (30) |  Foto: Ten. Ferrentini/ Comando Militar do Leste

Após a tentativa de um bolsonarista de explodir uma bomba em Brasília, o general Julio Cesar de Arruda, indicado pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para assumir o comando do Exército brasileiro, toma posse antecipadamente nesta sexta-feira (30), dois dias antes do previsto. As informações são do Metrópoles.

O governo eleito sofre pressão em relação à segurança de Lula no dia da posse, marcada para o dia 1º de janeiro. O temor acontece devido à organização bolsonarista nos arredores do Quartel-General do Exército, em Brasília, e ameaças de atentados vistas nos últimos dias.

A expectativa interna é que o novo comandante do Exército trate os bolsonaristas como extremistas e possíveis ameaças ao Estado democrático de direito. Uma das prioridades do novo governo é colocar fim às manifestações que acontecem em frente aos quartéis em todo o Brasil.

Segundo apuração da Polícia Civil, ocorreram no acampamento preparativos de um atentado a bomba no aeroporto de Brasília, frustrado por ação das forças de segurança do Distrito Federal. A ideia era que a explosão provocasse a decretação de estado de sítio e uma intervenção militar, a fim de impedir a posse de Lula.

Do acampamento também saíram, segundo os investigadores, extremistas que incendiaram carros e ônibus, tentaram empurrar um ônibus de um viaduto, depredaram uma delegacia, tentaram provocar explosões com botijões de gás e invadir a sede da Polícia Federal.

Também existe a possibilidade de antecipação na posse do novo comandante da Marinha. A força hoje é comandada por Almir Garnier Santos, que entregaria a pasta para Marcos Sampaio Olsen, escolhido de Lula e do futuro ministro da Defesa, José Múcio. O atual ministro da Defesa, Paulo Sérgio de Oliveira, marcou a cerimônia de despedida do cargo para o dia 29 de dezembro.

A posse de Lula contará com um grande esquema de segurança, mas ainda assim, as medidas estão sendo revistas, de acordo com o futuro ministro da Justiça, Flávio Dino.

exclamção leia também