28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Desdobramentos - 24/10/2022, 17:31 - Pedro Moraes

Caso Roberto Jefferson: Saiba mais desdobramentos sobre o ‘atirador’

O atirador bolsonarista entrou no radar definitivo da Polícia Federal

Roberto Jefferson portava arma livremente dentro de casa
Roberto Jefferson portava arma livremente dentro de casa |  Foto: Foto: Reprodução

O ex-deputado federal Roberto Jefferson virou a principal notícia comentada no país e até mesmo fora do Brasil do último domingo, 23, para esta segunda-feira, 24. O motivo? Ele disparou contra agentes da Polícia Federal, os quais tentavam cumprir um mandado de prisão na casa dele, no Rio de Janeiro.

Licença suspensa e armamento da pesada

Apesar de ter um armamento da pesada dentro de casa, como um fuzil com mira telescópica, usado no momento dos tiros, munições, entre outras coisas, Roberto Jefferson estava com a licença suspensa, segundo o Exército, ou seja, ele não podia ter e nem transportar armas fora de Brasília, de acordo com informações do g1.

Por essa razão, o exército instaurou, nesta segunda, um processo administrativo que irá apurar a razão para o ex-político ter armas no Rio. Dessa maneira, ele deve receber o cancelamento definitivo do registro da licença de CAC.

Agente declara ‘personagem’ para negociação com Roberto

Responsável por gerir a negociação para a entrega do ex-deputado federal Roberto Jefferson, o agente de operações táticas da Polícia Federal (PF), Vinícius Segundo, encaminhou uma série de mensagens a colegas em um aplicativo de mensagens.

Segundo informações do jornal O Globo, o chefe-substituto do Grupo de Pronta Intervenção (GPI), relata que, por se tratar de uma responsabilidade "enorme", ele vestiu “um personagem para desacelerar a situação da melhor maneira possível”.

"Virou um gerenciamento de crise, se sai um inocente ferido ou morto seria uma tragédia e nome da PF na lama! Graças a Deus tudo terminou bem sem ninguém ferido ou morto e o perpetrador preso!", acrescentou.

exclamção leia também