28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Ironias da vida - 06/09/2023, 07:38 - Vinicius Rebouças- Atualizado em 06/09/2023, 08:00

Carla Zambelli quis criminalizar “falsificação de dados públicos”

Parlamentar é acusada pelo hacker de Araraquara de cometer esse mesmo crime

Walter Delgatti Neto acusa Carla Zambelli de ter pagado R$ 40 mil para invadir sistema do governo
Walter Delgatti Neto acusa Carla Zambelli de ter pagado R$ 40 mil para invadir sistema do governo |  Foto: Reprodução/ Instagram/ Carla Zambelli

A caixinha de surpresas que rege a vida não para de aprontar ironias e Carla Zambelli protagoniza o episódio mais recente. A deputada federal da ala extrema do PL apresentou um projeto às vésperas da eleição de 2022 propondo a criminalizar a “falsificação em banco de dados públicos”.

A parlamentar eleita por São Paulo queria punir cidadãos que preenchessem erroneamente, de maneira proposital, formulários da administração pública na internet. A peça foi apresentada enquanto ela supostamente delegava a missão de invadir sistemas do Judiciário a Walter Delgatti Neto, o hacker de Araraquara (SP). Ao menos é o que afirma o jornalista Lauro Jardim, de O Globo.

Ironicamente, no entanto, Zambelli acabou descrevendo no projeto as atitudes que o próprio Delgatti Neto viria a executar ante o CNJ, conforme ele mesmo narrou à PF e à CPI Mista do Golpe. A corporação, aliás, investiga Delgatti e resolveu prendê-lo justamente por falsidade ideológica (e invasão de dispositivo informático, também crime). Zambelli nega ter solicitado ou pagado pelo ataque hacker.

exclamção leia também