26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Tem risco de greve - 12/06/2023, 18:38 - Da Redação/Lucas Franco e João Guerra- Atualizado em 12/06/2023, 18:59

Câmara aprova aumento 8% para professores de Salvador

Coordenadora da APLB Sindicato não descarta greve da categoria na capital

Categoria fica na bronca com valor do reajuste
Categoria fica na bronca com valor do reajuste |  Foto: Valdemiro Lopes/CMS

A Câmara de Vereadores de Salvador aprovou, nesta segunda-feira (12), o Projeto de Lei 142/2023, do Executivo, que garante a aprovação do reajuste de 8% dos professores públicos da rede municipal de ensino, ativos, inativos e pensionistas.

Apesar da aprovação unânime, a categoria não ficou satisfeita com o novo valor, protestou durante a sessão, e uma greve não está descartada, de acordo com a coordenadora da Associação dos Professores Licenciados do Brasil – Seção Bahia (APLB), Marilene Betros. Ela afirma que o ajuste deveria ser, no mínimo, de 20%, para que chegasse próximo ao piso nacional do magistério.

Leia mais

Kleber Rosa diz que reajuste de 8% foi aprovado a "toque de caixa"

“Era o mínimo [20%] para que pudéssemos nos aproximar do piso estabelecido pelo governo federal. Greve não está descartada, embora o projeto aprovado e homologado não abre para novas possibilidades”, disse Marilene ao Portal A TARDE.

"Pedimos para abrir as contas, porque a prefeitura recebe verba do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica], que é um fundo de manutenção da educação básica. Por que não abrir as contas e discutir as possibilidades?", questionou.

exclamção leia também