29º Salvador, Bahia
previsao diaria
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Pode isso, véi? - 09/12/2022, 19:24 - Cássio Moreira - Atualizado em 09/12/2022, 20:07

Bolsonaro reaparece com discurso golpista e diz ser chefe do Exército

Presidente derrotado bateu um papo maroto com apoiadores e voltou ao discurso usado durante o mandato

Presidente faz chamado para apoiadores
Presidente faz chamado para apoiadores |  Foto: Marcos Corrêa/PR

Presidente até o dia 31 de dezembro de 2022, Jair Bolsonaro (PL) deixou de lado a discrição usada desde a derrota para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para fazer um discurso de teor golpista, nesta sexta-feira (9).

Ao conversar com apoiadores que estão em Brasília e que ainda não aceitaram o resultado da eleição, o presidente disse que a missão desse grupo é unir, não criticar. O chefe do Planalto também se intitulou chefe supremo das Forças Armadas.

"A missão de cada um de nos aqui não é criticar, é unir. Muitas vezes vocês têm informações que não procedem, e pelo cansaço, pela angústia, pelo momento, passam a criticar. Tenho certeza entre as minhas funções garantidas na Constituição, é ser o chefe supremo das Forças Armadas", disparou Bolsonaro.

O mandatário ainda disse que quem decide o seu futuro e o futuro das Forças Armadas é a população. Ele também afirmou, sem explicar como, que vai vencer a queda de braços no final.

Leia mais

Lula escala junto a Múcio novos comandantes das Forças Armadas

"Quem decide meu futuro são vocês. Quem decide o futuro das Forças Armadas são vocês. Não podemos esperar chegar lá na frente e olhar pra trás e pensar no que não fizemos. Sabemos que o tempo voa. Cada minuto é um minuto a menos. Vamos fazer a coisa certa. Diferentemente de outras pessoas, vamos vencer", encerrou o chefão.

exclamção leia também