22º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Manhã turbulenta - 03/05/2023, 11:37 - Anderson Orrico

Bolsonaro nega participação em fraude no cartão de vacina

Ex-presida foi alvo de operação da Polícia Federal na manhã desta quarta

Bolsonaro afirmou que não tomou a vacina
Bolsonaro afirmou que não tomou a vacina |  Foto: Marcos Corrêa/PR

Após ser alvo de uma operação da Polícia Federal que investiga fraude em dados do Ministério da Saúde, o ex-presida Jair Bolsonaro deixou sua casa acompanhado de advogados e negou ter adulterado seu cartão de vacinação.

“Não existe adulteração da minha parte. Não tomei a vacina. Ponto final. Em momento nenhum eu falei que tomei a vacina e não tomei”, bradou Bolsonaro.

De acordo com ele, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, que também teria dados de vacinação fraudados no sistema, tomou a vacina em 2021 durante viagem aos Estados Unidos. As informações de vacinação da filha do casal, Laura, também está sob suspeita. Ela não foi vacinada.

“Ela (Michelle) tomou a vacina nos EUA, da Janssen. E outra minha filha, que eu respondo por ela, a Laura, de 12 anos, não tomou a vacina também. Tenho laudo médico no tocante a isso. Fico surpreso com a busca e apreensão por esse motivo”, disse Bolsonaro.

Através das redes sociais, Michelle disse que não sabe o motivo da operação e que seus advogados não tiveram acesso ao processo.

"Hoje a PF fez uma busca e apreensão na nossa casa, não sabemos o motivo e nem o nosso advogado não teve acesso aos autos. Apenas o celular do meu marido foi apreendido. Ficamos sabendo, pela imprensa, que o motivo seria "falsificação de cartão de vacina" do meu marido e de nossa filha Laura. Na minha casa, apenas EU fui vacinada", escreveu.

exclamção leia também