29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Caiu - 07/03/2024, 10:59 - Da Redação- Atualizado em 07/03/2024, 12:15

Assessor do deputado Binho Galinha é preso em operação da PF

Bruno Borges França estava foragido desde o início de dezembro do ano passado

Binho Galinha, deputado estadual pelo PRD
Binho Galinha, deputado estadual pelo PRD |  Foto: Divulgação/ALBA

A Polícia Federal (PF) prendeu Bruno Borges França, de 43 anos, que trabalha como assessor do deputado estadual Kleber Cristian Escolano de Almeida, o Binho Galinha (PRD). Ele foi alvo da 'Operação El Patron', em fase deflagrada nesta quarta-feira (6), na cidade de Feira de Santana, situada a 100 km de Salvador.

Bruno estava foragido desde o início de dezembro do ano passado, sendo ele apontado pela PF como o operador financeiro de uma facção suspeita pelos seguintes crimes: lavagem de dinheiro do jogo do bicho, agiotagem e receptação qualificada. Todos os delitos teriam sido cometidos na região da Princesinha do Sertão.

Binho Galinha e Bruno Borges França, seu assessor
Binho Galinha e Bruno Borges França, seu assessor | Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com a PF, o assessor teria trabalhado para esconder atividades criminosas da organização. Ele passou a ser investigado devido ao fato de ocupar um cargo importante no gabinete de Binho Galinha.

Na mesma operação, em dezembro do ano passado, foram presas preventivamente três policiais militares, a esposa e o filho de Binho Galinha, Mayana Cerqueira da Silva, de 43 anos, e João Guilherme Cerqueira da Silva Escolano, de 18. Suspeito de chefiar o grupo, o deputado não foi preso por causa do direito ao foro privilegiado.

Além deles, 35 mandados de busca e apreensão foram cumpridos também em Feira de Santana, por suspeita de formarem um uma milícia responsável por lavagem de dinheiro. Além das prisões, R$ 200 milhões das contas bancárias dos investigados foram bloqueados no final de 2023.

exclamção leia também