23º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Tudo armado? - 27/10/2022, 15:50 - Pedro Moraes

Amoêdo afirma ter sofrido ‘movimento arquitetado’ após suspensão

A medida, divulgada nesta quinta-feira, 27, ocorreu por escolha de lado nas eleições

A medida, divulgada nesta quinta-feira, 27, ocorreu por escolha de lado nas eleições
A medida, divulgada nesta quinta-feira, 27, ocorreu por escolha de lado nas eleições |  Foto: Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O ex-presidente do Novo e candidato à Presidência da República em 2018 pela legenda, João Amoêdo, recebeu a suspensão do partido com muita surpresa. A intervenção judicial o deixou indignado. A exclusão temporária da sigla ocorreu após ele divulgar que seu voto será no ex-mandatário do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno da eleição presidencial.

Apesar da decisão, o Partido Novo não apresentou publicamente uma justificativa. Vale lembrar que o partido se posicionou, no último dia 3 de outubro, contra o Partido dos Trabalhadores e o “lulismo”. Ainda assim, na oportunidade, a coligação permitiu que seus filiados votassem conforme sua "consciência" e "princípios partidários".

Já João Amoêdo declarou seu posicionamento político 14 dias depois. “Apresentarei a minha defesa no Comitê de Ética do partido e tomarei as medidas jurídicas adequadas para garantir o meu direito, e de todos os filiados, de se manifestarem de acordo com a legislação brasileira e as regras internas do NOVO”, disse o ex-presidente do Novo.

exclamção leia também