31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Olho no vice - 22/12/2022, 20:02 - Cássio Moreira

Alckmin como ministro mantém tradição de Lula no Planalto; confira

Primeiro vice de Lula (PT), Zé Alencar também foi ministro no seu governo

Vice eleito acumulará funções no governo Lula
Vice eleito acumulará funções no governo Lula |  Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert

O vice-presidente eleito do Brasil, Geraldo Alckmin (PSB), foi anunciado nesta quarta-feira (22) como ministro da Indústria e Comércio do governo eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a partir de janeiro de 2023. Ele não é o primeiro a ocupar as duas posições ao mesmo tempo.

Leia mais

Com Alckmin no bolo, Lula anuncia pacotão de ministros

Lá no longevo ano de 2004, Lula inaugurou a moda ao indicar o seu vice da época, José Alencar, para o corpo de ministros do seu governo. Na época, Zé ficou com o Ministério da Defesa. Sua passagem pela importante pasta durou de novembro de 2004 até março de 2006. Ele renunciou para concorrer à reeleição na chapa do petista.

Importância de Alckmin

Ao confirmar Alckmin na pasta, Lula afirmou que o seu vice havia pedido insistentemente um 'trabalho' dentro do governo. Aos 70 anos e chegado recentemente ao PSB, o ex-tucano governou por quatro vezes o estado de São Paulo, além de ter 50 ano de experiência na vida política.

Pesa para a escolha de Alckimin, segundo o próprio Lula, o trânsito dele com o setor produtivo e a boa relação com os empresários, núcleo que caminhou 'juntinho' com o presidente Jair Bolsonaro (PL) nos últimos anos.

"Eu fiquei pensando. E resolvi fazer uma mudança no ministério. Resolvi dar trabalho para o meu vice, e o ministro da Indústria e Comércio será o companheiro Geraldo Alckmin [...] todo santo dia que o Alckmin me encontrava, ele falava: 'presidente, me dê trabalho'. E eu fiquei pensando 'se eu não der trabalho para esse cara, ele vai me dar dor de cabeça'", disse Lula durante o anúncio.

Aliados já foram adversários

Os dois 'companheiros' estiveram de lados opostos durante décadas. O petista e o ex-governador disputaram a eleição presidencial de 2006. Na época, Lula tentava a reeleição, enquanto Alckmin, que chegou ao segundo turno, mas foi derrotado, acabava de deixar o governo de São Paulo.

O embate se repetiu, mas de forma indireta, na eleição de 2018, quando Alckmin foi novamente candidato ao Planalto. Na tentativa de surfar na rejeição ao PT na época, o ex-tucano não poupou Lula, e fez questão de lembrar que o líder político estava preso. Apesar do comportamento, Alckmin declarou voto a Fernando Haddad (PT) no segundo turno contra Jair Bolsonaro (PL).

Lula e Alckmin, que atualmente trabalham na transição de governo, assumem seus mandatos em janeiro.

exclamção leia também